ongrace.com

> Mensagem de Hoje

18/02/2016 - IRRITARAM OS OLHOS DA GLÓRIA DE DEUS

  • Envie por Email
  • Imprimir
Porque Jerusalém tropeçou, e Judá caiu, porquanto a sua língua e as suas obras são contra o SENHOR, para irritarem os olhos da sua glória.  Isaías 3.8


A advertência bíblica é para que aquele que o Senhor colocou de pé jamais caia (1 Co 10.12). Judá, no entanto, caiu. Apesar de ser o povo de propriedade exclusiva de Deus, por causa do seu procedimento indigno, a nação foi entregue ao inimigo para aprender a respeitar o Altíssimo. O mesmo tem ocorrido com muitas pessoas, que, embora sejam convertidas e declarem-se santas, têm se envolvido com o diabo de várias maneiras.

Ninguém peca por acaso, e sim por dar atenção ao maligno. Satanás tentou Jesus, e o Mestre nos deu o exemplo de como escapar de suas ofertas, ao lhe resistir citando as Escrituras. Portanto, toda vez que estiver sob tentação, confesse a Palavra; assim, o acusador não logrará sucesso contra a sua vida. Ele nunca deixará de tentar você, por isso declare o que está na Bíblia, falando o que Deus fala.

Dois fatos tristes na história dos judeus foram preditos muito tempo antes de ocorrerem: o tropeço de Jerusalém e a queda de Judá. Os filhos de Israel erraram tanto que irritaram a visão da glória divina. Se tivessem cumprido as regras do Todo-Poderoso, não teriam feito essa maldade com os olhos de Deus. É certo aborrecer o Senhor com o seu proceder? Ora, Ele quer ver o Seu povo vencendo o diabo.

Quem se deixa levar pelo demônio, cuja missão é fazê-lo um irresponsável, verá o quanto doeu agir assim. Por várias vezes, Deus enviou profetas para chamar a atenção dos Seus, mas estes preferiram caminhar nas trevas. Quem ignora o que o Senhor diz e faz o contrário do que Ele ordena sela a própria condenação. Isso tem ocorrido com os salvos mundo afora. Por isso, há tanta abominação no meio dos santos.

Da mesma forma que uma pessoa adultera só em olhar com intenção impura para outra, os obedientes ao diabo comunicam-se com ele e, por não buscarem arrependimento, estão sob o governo do maligno. Cuidado, pois Satanás luta desesperadamente para desvirtuar o salvo e, por certo, fixou os olhos em você. Se, um dia, você for excluído da comunhão com o Pai, essa data será triste demais.

A língua dos israelitas e suas obras eram contra o Senhor. Então, não puderam ficar de pé. Mude sua linguagem, suas atitudes e seu coração, pois, se continuar observando o que lhe é mostrado pelo demônio, você será a próxima vítima dele. Como servo de Deus, pare de cobiçar o cônjuge alheio. Nem mentalmente deseje um contato íntimo com essa pessoa, pois, segundo Jesus, isso é o mesmo que adulterar.

Os filhos de Israel sabiam que estavam se distanciando de Deus, mas, iludidos pelo acusador, achavam que o Senhor não era tão severo como as Escrituras anunciavam. Por isso, não viram problema em fazer “pequenas coisas” condenadas. Busque a santidade e negue ao diabo qualquer espaço em seu coração, pois tudo o que vem dele destrói.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Deus amado! Temos o exemplo de que não basta se declarar em Aliança Contigo; devemos viver segundo a Tua vontade, renunciando às impiedades e não dando lugar a Satanás. Todo o nosso ser é exclusivamente Teu.

Que os Teus olhos sempre nos vejam combatendo pela fé e não nos curvando diante das ofertas do Inferno. Que vençamos as tentativas do rei do ódio de nos tirar da Tua presença e do compromisso que nos une a Ti.

A nossa língua e a nossa obra têm de estar a Teu favor. Precisamos ser Teus cooperadores e não aborrecedores. Queremos alegrar os Teus olhos, para que tenhas prazer em nós. Ensina-nos a ser sábios!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Eu quero saber se é certo, ao se iniciar uma oração, usar o termo "SENHOR ENTRAMOS NA TUA PRESENÇA"? Onde estávamos até então? Isso não demonstra que antes da oração,...

Essa frase indica uma atitude especial que indica estar a pessoa adentrando a sala do trono do Altíssimo. Certamente devemos estar na presença do Senhor o tempo todo, mas a...

»VEJA MAIS