ongrace.com

> Mensagem de Hoje

27/11/2020 - LANCE FORA O FERMENTO VELHO

  • Envie por Email
  • Imprimir
Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós. 1 Coríntios 5.7


Ao terminar de fazer o homem do pó da terra, o Altíssimo o fez passar por um “teste de qualidade” rigoroso e viu que era bom o ser criado à Sua imagem e semelhança (Gn 1.26-31). No entanto, com a vinda do pecado ao mundo, o fermento que inchou a mente do diabo nos contaminou por inteiro (Gn 3.1). Por causa disso, traições ocorrem diariamente, em todas as partes, inclusive na obra de Deus. Com esse produto que incha, fica difícil o homem não cair em tentação!

A ordem é nos livrarmos do fermento velho, tanto o que o diabo introduziu em nossa vida como aquele que as pessoas inserem, usando vãs filosofias. O resultado é que muitos fazem tudo para serem apreciados, e até entre o povo de Deus isso tem acontecido. A única apreciação pela qual deveríamos procurar é aquela vinda dos lábios do Pai, chamando-nos de servos (Lc 12.43).

Os que nasceram de novo precisam se tornar uma nova massa; afinal, foram recriados no Filho de Deus. Eles conseguiram isso pela Palavra colocada neles, mas é importante lembrar que tudo o que está nas Escrituras será nosso pela fé e não pelo desejo. Precisamos ficar atentos ao meditarmos no que Deus nos fala, porque a fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra (Rm 10.17). Sem fé, não há bênção (Hb 11.6)!

O fermento velho no coração do cristão o faz agir como no passado, quando ainda vivia no pecado. É necessário nos limparmos de tudo isso, porque o Espírito Santo não disputará com o diabo a direção da nossa vida (Ef 4.17-24). Se permitirmos, o Consolador nos conduzirá em sucesso. Agora, se alguma parte de nós for dedicada ao diabo, o Senhor não competirá com Satanás. Nós decidimos a quem obedecer: a Deus ou ao inimigo.

Ao nascermos de novo, deixamos o fermento velho, mas, convivendo com os perdidos e até com certos “cristãos”, nós nos contaminamos e agimos conforme agíamos antes da salvação. É fácil nos limpar; basta haver a renovação da mente, e experimentaremos a agradável, boa e perfeita vontade de Deus (Rm 12.1,2). Nada melhor do que andar aos pés de Jesus, vivendo a fé na sua totalidade.

Eis a ordem celestial: livrar-nos do produto que leveda a alma, para sermos uma nova massa. Isso é natural para quem vive em Cristo, a verdadeira Páscoa, que foi crucificado em favor da humanidade. Se tivéssemos de pagar algum preço para obtermos a liberdade, seria difícil, mas Jesus a providenciou. Agora, reivindiquemos nossos direitos sem deixar o diabo nos tentar. Afinal, somos um jardim fechado para o Senhor (Ct 4.12).

Nossa posição diante de tudo mudou quando recebemos Jesus como Salvador. Porém, pelo fato de ainda estarmos no mundo e, muitas vezes, darmos atenção às artimanhas do diabo, temos de pedir: Põe, ó SENHOR, uma guarda à minha boca (Sl 141.3). Ele fará isso se crermos!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Senhor da nossa santificação! Precisamos nos limpar de tudo o que nos corrompe. Nossa alegria não está nas coisas terrenas, mas em Ti. Queremos ser usados do modo que Te agrada.

Somos uma nova massa, sem o fermento que fez Eva ficar encantada com a mentira do diabo, levando também Adão a pecar. Temos de ser transformados a cada dia com a unção do Santo Espírito!

Reivindicamos o direito de sermos renovados, porque Jesus já foi sacrificado por nós e, desse modo, recebemos a salvação. Não há nada do velho fermento em nós, por isso podemos Te servir em santidade e verdade. Aleluia!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Missionário, já aceitei o Sr.Jesus na minha vida e creio q ele está preparando o dia q irei descer as aguas. Estou casada há 1 ano e meio, amo meu marido e nos damos muito...

Ora, se o problema todo é a ação do inimigo, você tem de paralisá-lo com a autoridade do Nome do Senhor Jesus. Procure seu pastor e peça-lhe a oração forte, para...

»VEJA MAIS