ongrace.com

> Mensagem de Hoje

23/09/2013 - MAIS PRODUTIVO DO QUE SACRIFÍCIO

  • Envie por Email
  • Imprimir
Fazer justiça e julgar com retidão é mais aceitável ao SENHOR do que oferecer-lhe sacrifício. Provérbios 21.3


Por ser nosso Pai e desejar sempre o bem para quem nEle crê, o Senhor nos ensina sobre o que é melhor. Nenhum dos Seus ensinamentos deve ser desperdiçado, nem mesmo o menor deles. Porém, se não vigiarmos sobre o que a Bíblia diz, facilmente seremos levados a errar. Por outro lado, não há como cometer um erro, se estivermos obedecendo à divina direção. Os que seguem a Palavra de Deus sempre acertam.

Existem pessoas que vivem fazendo jejuns, orações e outras penitências, por não saberem que há um caminho melhor e mais produtivo. Para elas, se não fizerem um grande calo nos joelhos, se não ficarem roucas de tanto clamar e não passarem muitas horas gemendo em oração, não serão ouvidas ou atendidas. No entanto, não é isso que a Palavra ensina. Ele nos diz temos de aprender a Verdade.

Uma das mais importantes orientações do nosso Deus é que façamos justiça sempre. Devemos, em todos os momentos, impedir que alguma obra do diabo prospere em nossa vida ou na de quem pede a nossa intervenção. Isso é tão fácil de se conseguir, que basta ter a Palavra como norma. Deve sempre prosperar aquilo que o Altíssimo declara.

Outra grande instrução divina diz respeito a julgarmos tudo com retidão. Por nada torça a verdade; se o fizer, você se qualificará como alguém que não terá a presença de Deus em seu viver. Julgar com retidão é nem sequer admitir que o diabo tenha razão em oprimir uma vida. Ora, se alguém diz que crê em Jesus e pede Sua ajuda em oração, deve ser firme em fazer a obra como o Mestre ensinou.

O que o Pai diz é a verdade. Quem se firma em Suas promessas e se deixa ensinar pelo Mestre vê que se submeter a Ele e cumprir Seus mandamentos são atos muito produtivos, o quais fazem um grande bem. A Escritura declara que não há falta para quem se lança a fazer a vontade do Altíssimo. Mas, mesmo executando o propósito divino, se a situação não estiver boa, é aconselhável examinar-se e verificar se não está em pecado, ou se conhece a Palavra.

Em toda a História da humanidade, não encontramos registros de que aqueles que creram no Senhor e obedeceram aos Seus mandamentos, alguma vez, ficaram sem a assistência do poder divino. Os verdadeiros servos do Altíssimo tornaram-se abençoados e bem-sucedidos. Já as pessoas que se derem à carne e não guardarem os mandamentos não terão suas orações atendidas. Quem segue Jesus é guiado sempre em triunfo.

Todos os nossos atos têm sido registrados no livro de Deus, até mesmo os nossos pensamentos e as intenções do nosso coração ali estão. O Senhor tem por inocente as pessoas que, por desconhecerem a Palavra, não fizeram o que é correto; porém, os que prevaricaram e não cumpriram as ordens divinas não encontrarão desculpas para seus insanos atos.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Amado Pai! Como é bom e agradável poder viver sem medo, livre das ações do inimigo e, ao mesmo tempo, desfrutar de tudo o que a Bíblia diz nos pertencer. Hoje, clamo em favor daqueles que precisam de uma bênção e oram comigo agora. Ajuda-os, Senhor!

Que todos os Teus servos sempre estejam fazendo justiça, executando o juízo, pois isso, além de dar prazer, fará com que eles vivam acima das circunstâncias, longe dos problemas e cheios de toda a alegria dos Céus. Queremos estar na atmosfera celestial, satisfeitos com a Tua alegria.

Pai, ensina-nos a fazer justiça sempre e a julgar com retidão, pois, se isso for praticado, o Senhor ficará mais feliz do que se passássemos a vida toda de joelhos, clamando pela Tua ajuda.

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Missionário R.R.Soares, a empresa onde trabalho fez um acordo com os funcionários, onde fomos demitidos, mas iremos continuar trabalhando, só que sem registro na carteira de...

Em meu entendimento, não. Afinal, vocês não estão desempregados, estão? Alguém poderá dizer que legalmente vocês não estão empregados, mas e moralmente? O benefício...

»VEJA MAIS