ongrace.com

> Mensagem de Hoje

03/12/2016 - MANDADO PARA ABENÇOAR

  • Envie por Email
  • Imprimir
Eis que recebi mandado de abençoar; pois ele tem abençoado, e eu não o posso revogar.    Números 23.20


Obedecer às ordens do Mestre é o mais importante. Quem prefere não dar atenção a isso, mais tarde, verificará que fechou não só os seus ouvidos a Deus, como também os do Senhor em sua direção. Então, em uma necessidade, ele orará, mas o seu clamor não passará do teto de onde intercede. Não há como desprezar o Senhor e ser abençoado. Entenda: tudo aquilo que o homem semear colherá no final de tudo (Gl 6.7).

Abraão obedeceu e foi muito abençoado. Essa atitude deve ser a de todas as pessoas, pois ninguém sabe as provações as quais enfrentará e, então, por mais que se esforce, nada disso adiantará. O melhor é se portar com sabedoria, temor e jamais deixar de atender ao Altíssimo. Desde o dia em que ouvimos o Evangelho, tornamo-nos responsáveis por cumprir as ordenanças do Senhor. Cuide-se!

Jesus declarou que receberíamos poder ao descer sobre nós o Espírito Santo e seríamos Suas testemunhas (At 1.8). Então, ao pregarmos o Evangelho, devemos expulsar os demônios em Seu Nome e, se impusermos as mãos sobre os enfermos, eles serão curados. O Salvador jamais nos mandou amaldiçoar alguém; pelo contrário, quando os discípulos quiseram orar para descer fogo dos Céus e consumir os samaritanos, Ele os desaconselhou a fazer tal coisa (Lc 9.54-56).

Balaão reconheceu que o mandamento de Deus seria bênção sobre Israel. De nada adiantaria ele amaldiçoar o povo santo como Balaque desejava. Se houvesse uma condição, o profeta faria isso, porque o rei dos moabitas estava pronto a pagar pelo seu serviço. No entanto, Balaão teve de falar a verdade e, mesmo assim, como era um vendilhão, orientou o rei a usar as filhas de Moabe para corromper os israelitas (Ap 2.14), causando ao profeta grande sofrimento. 

Deus havia determinado a bênção aos filhos de Jacó e, por isso, não haveria como amaldiçoá-los. Nenhum cristão deve temer ameaça alguma de um bruxo ou de alguém que vive amaldiçoando-o. Nada disso funciona contra os escolhidos do Pai celestial. O diabo pode insistir, mas não há como seus dardos ultrapassarem o muro de fogo que protege quem pertence ao Reino. Deus é o Escudo!

Balaão reconheceu não poder amaldiçoar, se Deus já tivesse abençoado. Disso todos os salvos deveriam estar conscientes. Creia nesta promessa: uma vez tendo saído do reino das trevas, estamos no Reino inviolável. A menos que demos causa ao inimigo por atender às suas tentações, nunca seremos visitados pelas forças do Inferno. Na verdade, quem tiver a bênção celestial sobre sua vida jamais será atingido por obra alguma das trevas. Obrigado, Senhor!

Temos de viver confiantes nas promessas de Deus e não nos dobrar ante qualquer maldição. O segredo é não deixar de crer e utilizar o que o Pai nos tem dado. Ainda que o inimigo invista contra nós como o rebentar de um açude, o Espírito de Deus Se levanta contra ele, arvorando a bandeira – o Senhor entra na batalha. Aleluia!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Deus dos decretos! Quão bom é saber acerca dos Teus decretos sobre o Teu povo!  Embora o inimigo insista em nos tocar, o que tens dito será cumprido à risca pelo Teu maravilhoso poder. Então, podemos descansar, porque nenhum mal nos sucederá.

Obrigado por nos tornares Teus filhos. A nossa salvação foi o melhor que nos poderia ter acontecido. Desde então, dormimos tranquilos, com a garantia de que nada do Inferno nos oprimirá. Viver abençoado é muito bom e produtivo.

Quem pode revogar os Teus decretos? Ainda que fosse o menor a respeito da pessoa considerada sem direito algum, isso jamais ocorreria. Primeiro, porque os salvos têm grande importância aos Teus olhos; segundo, porque Tu nos amas e proteges. Amém!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

missíonário, Bom dia! É lícita uma relação entre primos, já que no livro de levítico fala dessas relações? Tenho uma prima evangélica casada com seu primo. Na...

Ainda que tivesse, no momento de sua conversão toda maldição foi anulada pelo poder do Nome do Senhor Jesus. A Palavra é clara: "Assim que, se alguém está em Cristo,...

»VEJA MAIS