ongrace.com

> Mensagem de Hoje

11/07/2015 - MORADAS DE CRUELDADE

  • Envie por Email
  • Imprimir
Atenta para o teu concerto, pois os lugares tenebrosos da terra estão cheios de moradas de crueldade. Salmo 74.20


A Nova Aliança do Senhor com a humanidade, feita no sangue de Jesus, cobre as necessidades de todos. Durante a história do homem, Deus fez vários Pactos para nos recuperar da queda, mas não eram completos e perfeitos. A salvação foi alcançada com a morte de Jesus e, então, a melhor e perfeita Aliança passou a existir para andarmos como filhos e desfrutarmos de tudo o que foi conquistado para nós.

Onde a Palavra de Deus não é respeitada, mesmo os mais santos dos salvos podem ser contaminados e cair em transgressão, por não estarem firmes na fé e se deixarem levar pelas artimanhas do inimigo. O salmista orou pedindo que o Senhor atentasse para o Concerto que garante perdão e libertação do império das trevas. Ele é feito em superiores promessas e nos ajuda a voltar à comunhão com o Pai.

Ao pedir que o Altíssimo atentasse para a Nova Aliança, o escritor estava sendo usado pelo Espírito Santo para que os que caem não sejam condenados nem se percam para sempre. Ora, hoje, basta confessarmos os nossos erros e crermos no perdão providenciado para nós, a fim de sermos aceitos como se jamais tivéssemos errado – exceto aqueles que abusam da graça de Deus e pecam conscientemente, tentando-O.

A Nova Aliança assegura perdão a todas as pessoas, desde que reconheçam seu pecado e se confessem ao Altíssimo. Porém, se agirem como se o Senhor não Se importasse com o modo de vida delas e considerarem que a graça as exime de uma conduta santa, estarão muito enganadas. A confissão mal intencionada não traz a alegria de ter sido perdoada, e a pessoa continuará sob condenação. Jesus falou ao paralítico curado por Ele que não pecasse mais.

O que tem levado muitos a pecar é a propaganda das coisas pecaminosas nos veículos de comunicação, bem como na maneira de as pessoas falarem, se vestirem e até negociarem. Grande é a culpa daqueles que promovem algum modo de transgredir. Sem dúvida, eles serão responsabilizados por causa daqueles que caíram e se perderam para sempre. É bom ver o que você faz e, se for o caso, se emendar. Deus é justo e fiel!

Na Nova Aliança, há provisão para todos os nossos erros; basta decidir não mais ser usado pelo inimigo. As orações de quem é sincero serão aceitas, mas aqueles que não respeitam o Senhor, sem dúvida, jamais conseguirão o perdão. Então, quando caírem nas chamas infernais buscarão arrependimento ou algum alívio, como fez o rico ao pedir ajuda a Abraão, mas não o encontrarão.

Pleiteie a sua causa diretamente com Deus, seja sincero ao descrever como caiu, porque fez aquilo, diga o que você quer que Ele faça e se acerte de uma vez por todas. Não deixe para amanhã para voltar à comunhão com Aquele que pode fazer perecer o corpo e a alma no lago que arderá com fogo e enxofre por toda a eternidade.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Senhor da Aliança! Vivemos em meio às moradas de crueldade, onde a propaganda do pecado é feita de modo escancarado, sem que ninguém faça nada. Com isso, quando os fracos na fé caem em si, muitas vezes, já cometeram pecado.

Precisamos que atentes para o Teu concerto, pois, na Nova Aliança feita no sangue de Jesus, há provisão para os nossos problemas e o nosso perdão. Por isso, aqui estamos. Olha para o que prometeste e perdoa-nos agora.

Livra-nos da queda, dos feitiços que existem nos lugares tenebrosos, nas moradas de violência, pois, como Teus filhos, queremos andar de cabeça erguida e conduzir os perdidos à libertação. Obrigado por nos amares. Amém! 

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Missionário, gostaria de saber se participar dessas grandes romarias onde se reunem milhares de pessoas levando uma imagem e adorando-a é pecado? E o que o senhor me...

Somos um país majoritariamente católico e místico, característica que leva milhões de pessoas a praticarem atos como o que vc descreve. Respeitamos e amamos todas essas...

»VEJA MAIS