ongrace.com

> Mensagem de Hoje

10/08/2015 - NÃO DEIXE O BARCO SER LEVADO PELA CORRENTEZA

  • Envie por Email
  • Imprimir
Até a minha alma está perturbada; mas tu, SENHOR, até quando?  Salmo 6.3


A atitude passiva diante de um fracasso é como uma confissão de quem se rende ao plano do diabo, pois, ainda que você tenha ido longe demais e sinta que não há mais volta, o Pai está pronto a restaurá-lo e fazê-lo voltar à posição de dignidade da qual jamais deveria ter saído. Aproveite a oportunidade que o Senhor lhe dá para recomeçar. Então, com a experiência que adquiriu com dor, não seja mais um fracasso.

Se a sua alma está perturbada, não está em comunhão com Deus. E, como Ele não erra nem é mau, o erro está em você. Não há nada melhor do que perguntar ao Altíssimo por que isso vem acontecendo e seguir Sua instrução. Se continuar como está, você se perderá eternamente, mas, se aceitar se curvar ante a soberania divina, será livre e usado para grandes obras.

Mesmo os mais consagrados tiveram momentos difíceis, e alguns caíram à semelhança de Davi. Mas este não se calou e, ao ver o quanto errou, confessou seu pecado e ainda compôs muitos salmos que têm sido de grande ajuda para outros que também caíram. Você pode ter perdido uma batalha, mas não a guerra. Israel perdeu a batalha de Ai, mas se acertou e, depois, partiu para conquistar a prometida Canaã.

O diabo traça um plano e se dispõe a realizá-lo. Contudo, compete ao cristão não aceitá-lo. Se por acaso você caiu nas armadilhas do maligno, entre na presença de Deus e confesse seu erro. Em seguida, acerte-se com quem você prejudicou. Do contrário, sua vida continuará nas mãos do inimigo. A sua decisão dirá o que lhe acontecerá de bom ou de ruim. Seja sábio e alegre o coração do Senhor, que lhe propõe o perdão.

Quando você mente, é como se repetisse o seu pecado. Quem não tem coragem de admitir que foi a causa de algum tropeço ou uma simples tentação não serve a Deus, e sim a Satanás. Isso lhe custará mais caro do que se admitir a verdade dos fatos e buscar o perdão. Que as lágrimas que Jesus derramou por causa das chicotadas e dos cravos que rasgaram a Sua carne sejam a razão da sua decisão.

Erra muito a pessoa que subestima a capacidade do próximo de ver a sua atitude má. Ainda que ele ou ela não demonstre que entendeu a estratégia do acusador, por certo, por ser também humano, percebeu o quão baixo essa pessoa agiu. Seja sincero e saia da condenação, pois a confissão não é para condená-lo, mas para tirá-lo das garras do inimigo. Os que são de Deus não negam a verdade. Por isso, são perdoados.

Por que ficar nas mãos do demônio por alguns anos e, depois, morrer encobrindo o seu erro, se, no Juízo, até as intenções do coração serão reveladas? O que você fará? Agora é o momento de se assumir em Cristo e colocar o diabo no lugar dele – debaixo dos seus pés. Deus está esperando a sua atitude para lhe perdoar. Não deixe para daqui a pouco a sua decisão, pois pode ser tarde demais.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Deus maravilhoso e perdoador! Não queremos ser passivos diante do fracasso, fechando-nos para a verdade. Tu sabes de tudo, e, por isso, viemos confessar que erramos e precisamos de misericórdia e perdão. Não fizemos o que é bom.

A nossa alma está perturbada. Aqui estamos para pedir ajuda, perdão e, ao mesmo tempo, forças para procurarmos quem enganamos e pedir que nos perdoe. Precisamos de paz para viver e voltar a Te servir. 

Sabemos que o Teu coração aceitará a nossa oração e nos restaurará, por isso ajuda-nos a voltar à posição de dignidade da qual jamais deveríamos ter saído. Tu és maravilhoso e perdoador. Em Nome de Jesus, ouve nossa oração. Amém!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Todas as vezes que determino que o espírito de pressão alta saia em Nome do Senhor Jesus, como o senhor ensina, acaba não acontecendo nada. Vou medir a pressão e ela está...

Há muitas coisas que estamos aprendendo, e existem outras tantas que precisamos aprender. Uma delas é que não basta determinar, é preciso também crer. Há alguns anos, eu...

»VEJA MAIS