ongrace.com

> Mensagem de Hoje

23/07/2009 - NÃO DEIXE SEU PROBLEMA SE AGRAVAR

  • Envie por Email
  • Imprimir



“Com o silêncio fiquei como mudo; calava-me mesmo acerca do bem; mas a minha dor se agravou” (Salmo 39.2).

Há tempo de ouvir e tempo de falar, mas, acerca do bem, não nos devemos calar jamais. Então, o que fazer quando a dor se agravar? Na hora da tribulação, faça sua declaração de fé.

Diante da crise, o salmista Davi tomou duas posições, as quais ele revelou anteriormente (v. 1): primeiro, disse que guardaria seus caminhos para não delinquir com sua língua, o que foi uma ótima decisão; no entanto, depois, ele falou que enfrearia sua língua enquanto o ímpio estivesse diante dele – o que não se deve fazer. Em vez de nos calarmos, temos de confessar o que a Palavra diz, como fez Jesus no deserto, ao ser tentado (Mateus 4), pois, se resistirmos ao diabo, ele fugirá de nós (Tiago 4.7).

Há tempo de ouvir o que Deus nos está falando, mas também há tempo de falar o que Ele nos ensinou. Quando Davi deixou de declarar o que o Altíssimo lhe ensinara, houve um silêncio – nem o Senhor falou mais com ele. Isso acontece conosco também. O Pai celeste nos concede a direção e coloca as palavras certas em nossa boca, mas, mesmo assim, muitas vezes, não as usamos. Consequentemente, Ele para de nos falar. Ora, não há nada pior do que o silêncio do Senhor. Nesse momento, oramos, mas não recebemos a resposta; abrimos a Palavra de Deus e fazemos Sua leitura, porém, não obtemos a revelação divina.

O rei disse que, com o silêncio, ficou como mudo. Naquela situação, ele não tinha o que dizer. Pobres daqueles que ficam nesse estado! Se não usarem seus direitos em Cristo e não tomarem posse das bênçãos, não conseguirão a vitória.

Como Davi se calava até mesmo acerca do bem, sua dor agravou-se. Da mesma forma, nossos problemas tornam-se maiores quando não abrimos a boca e não confessamos o que Deus fala a respeito deles. Calar-se acerca do bem impede o agir do Senhor; afinal, Ele só pode fazer por nós aquilo de que, crendo, tomamos posse. Portanto, nunca devemos deixar de reivindicar nossos direitos em Cristo.

Se a dificuldade se intensifica, o Altíssimo não é glorificado. Os discípulos, por exemplo, deixaram o Mestre dormir no barco, e a tempestade veio com grande violência (Mateus 8.23,24). No plano divino, somos nós que, com nossas palavras, fazemos a obra divina. Quem não confessar o que é em Cristo e o que pode nEle jamais desfrutará das operações do Seu poder.

Não importa qual seja o seu problema, recorra à Palavra de Deus e aprenda o que Ela afirma sobre o poder que você tem em Jesus. Então, entre na presença do Senhor em oração e, quando sentir que está frente a frente com Ele, tome a sua decisão e repreenda o mal, exigindo que ele desapareça da sua vida. Seja forte, corajoso e destemido. Não deixe o diabo oprimir o seu viver, pois a Bíblia declara que foi para a liberdade que Cristo o libertou (Gálatas 5.1).

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Missionário, em sua resposta a uma pergunta o senhor disse que a pessoa que não age com sabedoria arca com as consequências Galatas 6.7. Eu pergunto: mesmo a pessoa sendo...

É claro que todos sofrem as consequências de suas escolhas, sejam elas boas ou não. A lei da sementeira, que diz que colhemos o que plantamos vale para todos, e não só...

»VEJA MAIS