ongrace.com

> Mensagem de Hoje

24/09/2019 - O ARCO DOS FORTES FOI QUEBRADO

  • Envie por Email
  • Imprimir
O arco dos fortes foi quebrado, e os que tropeçavam foram cingidos de força.  1 Samuel 2.4


Vamos relembrar que, no versículo 3, Ana disse que palavras mentirosas – ensinamentos religiosos – não resolvem problemas, mas os agravam. Ela sentiu o quanto dói estar certa da doutrina de sua religião; afinal, não só simpatizava com ela, mas também a praticava. Porém, nada de bom lhe acontecia.

A situação da humanidade após a queda no jardim do Éden ficou desastrosa. Naquele momento, quem fora preparado para reinar na vida material se tornou escravo dos que haviam sido expulsos dos Céus, na revolta de Satanás contra o Senhor. Mas o Todo-Poderoso não deixaria isso ficar dessa maneira. Ora, ninguém pode intervir nos planos divinos, torcendo-os e oprimindo os parceiros de Deus.

Havia um preço caro demais a ser pago. No entanto, o Senhor não hesitou ao pagá-lo, porque queria que o homem fosse livre. As brigas entre as religiões têm afastado muitas pessoas de Deus. Com isso, quem sofre são os que não conhecem a sua posição diante de todas as coisas. A ordem de Jesus aos discípulos foi: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura (Mc 16.15). Afinal, Ele desfez o ato de Adão, e todos podem ser libertos hoje.

Satanás armou seus demônios com a autoridade roubada de Adão, mas Cristo, ao morrer pelos nossos pecados, desceu ao Inferno e venceu o poder do diabo, despindo-o, bem como seus demônios, da prerrogativa de oprimir o ser humano. Os seres caídos eram guerreiros do maligno, mas seus arcos foram quebrados. Agora, o diabo não pode mais atirar suas flechas naqueles que ouvem o Evangelho e creem no Senhor.

Nenhum arco nas mãos das forças infernais consegue atingir os filhos de Deus. Aleluia! Agora, mesmo podendo respirar aliviados, precisamos estar vigilantes. Se deixarmos o pecado entrar em nossos pensamentos, nós nos desligaremos do Pai celestial. Assim, o inimigo voltará a nos atingir com suas maldades. Ana falou em profecia a respeito do que Jesus faria em nosso favor, e nós anunciamos os feitos dEle.

Éramos fracos, dominados pela transgressão, mas, ao darmos ouvidos ao Senhor que nos fala pelo Evangelho, somos fortalecidos e capacitados para toda boa obra. Acabou essa história de que temos de sofrer os ataques do inimigo. A Palavra de Deus assume o lugar ausente de Jesus em nossa vida. Ao entender as Escrituras, você obtém um retrato verdadeiro do Senhor e, por isso, deve assumir e viver a sua bênção.

Quem ouve o Todo-Poderoso recebe as armas espirituais e de fraco passa a ser forte. Já a pessoa que se entrega ao pecado se afasta do Onipotente e volta às garras do adversário. Então, para não ser destruída, ela tem de confessar seu erro e abandoná-lo. Não importa quão longe você foi; volte agora a Deus com arrependimento sincero e componha-se contra quem errou. Faça a sua parte!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Pai! Triste seria a nossa posição diante de Ti, se Jesus não tivesse vindo e pagado o nosso preço. Chegamos para dizer que foi bom ouvir o Evangelho e crer no que Tu falas, pois estamos livres!

Ana lutava pelo direito dela na Tua Palavra. Eis a promessa: não haveria quem abortasse nem estéril na terra. Porém, ela não gerava filhos. Por que Tu a fizeste mulher, se não era para lhe dar herança? Ela entendeu, pleiteou e venceu!

Os guerreiros do Inferno estão impotentes em relação aos salvos, porque o arco deles foi quebrado. Mas muitos membros do Teu Corpo vivem oprimidos. Dá-lhes a libertação realizada, e, assim, os fracos serão capacitados com a Tua força. Amém!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Missionário, fui batizada na igreja católica qdo era ainda bebê e cresci na mesma igreja.Hoje tenho 33 anos e há um ano freqüento a Igreja da Graça, preciso ser batizada...

Batismo no Espírito Santo é uma coisa, batismo nas águas é outra. Se você se converteu de verdade e ora em línguas, foi de fato batizada com o Espírito Santo, mas ficou...

»VEJA MAIS