ongrace.com

> Mensagem de Hoje

09/01/2018 - O ENGANO DE QUEM NÃO SE SUBMETE A DEUS

  • Envie por Email
  • Imprimir
E alguns dos exorcistas judeus, ambulantes, tentavam invocar o nome do Senhor Jesus sobre os que tinham espíritos malignos, dizendo: Esconjuro-vos por Jesus, a quem Paulo prega. Atos 19.13


Como existem pessoas más consigo e com o próximo! O caso dos filhos de Ceva, principal dos sacerdotes, prova que eles tinham maus propósitos no coração. Provavelmente, foram tocados pelo Senhor, como o homem a quem os discípulos proibiram que expulsassem demônios em Nome de Jesus. No entanto, os seguidores de Cristo foram advertidos por Ele. Assim declarou o Mestre ao repreendê-los: Quem não é contra nós é por nós (Mc 9.40).

Os sete jovens testemunharam Paulo expulsar espíritos imundos das pessoas. No entanto, eles erraram, em vez de se juntarem ao apóstolo para aprenderem a vontade de Deus. De acordo com o plano do Senhor para a salvação, eles teriam de passar por algumas etapas: o arrependimento de pecados, o batismo nas águas e o batismo no Espírito Santo. A partir disso, se fossem enviados pelo Altíssimo, fariam a obra em favor dos oprimidos e seriam bem recompensados na volta de Jesus.

Os filhos de Ceva, em vez de entrarem pela Porta, provaram ser maus, usando outra maneira de entrar – pela janela, pulando o muro ou fazendo túneis –, sem nascer de novo. Nos dias de hoje, muitos enxergam na obra de Deus uma oportunidade de enriquecimento ou de se tornar político; assim, quando eleitos, acham que podem fazer coisas erradas. É triste o destino de quem não quer se submeter ao Senhor, e sim ao diabo.

Aqueles jovens perceberam que os espíritos malignos poderiam ser expulsos por eles, mas não atinaram para a necessidade de se converterem para ver o Reino de Deus e entrarem nele. No entanto, tomados pela cobiça, um dos piores demônios existentes, foram levados a cometer os piores pecados e crimes. Quem cobiça qualquer coisa se entrega a Satanás e, então, é capaz de matar, roubar ou trair com uma calma impressionante.

Há diferença entre quem serve ao Senhor e aquele que se serve de Deus. Temos de nos preparar para nos apresentar ao Pai aprovados como obreiros, que não tem do que se envergonhar, sabendo usar a Espada do Espírito (2 Tm 2.15). No caminho de um obreiro de Deus, surgem muitas provações, mas ele se livra de todas elas. O importante não é ser somente campeão, mas terminar a carreira invicto – sem ter sofrido derrota. A glória é de Deus!

Precisamos ter o máximo cuidado com relação ao último Dia, quando os anjos de Deus separarão a humanidade em dois grupos. Os da direita do Mestre O ouvirão dizer que são bem-vindos no Reino preparado para eles desde a fundação do mundo, mas quem estiver à Sua esquerda O ouvirá chamá-lo de maldito, ordenando-o a marchar para o fogo eterno (Mt 25.31-46). Muitos reclamarão do tratamento, e Jesus declarará nunca tê-los conhecido.

É prazeroso andar em santidade sem dever nada ao diabo. Quem se desvia não tem paz, o que já é um prenúncio do sofrimento a ser experimentado na eternidade. Os filhos de Ceva não teriam passado pela vergonhosa derrota, se tivessem amado o Senhor. O que você diz a seu respeito?

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Senhor! Teu Nome não foi envergonhado em Éfeso, mas o dos que não Te pertenciam e queriam se valer do direito dos Teus servos. Por que se deixar levar pela cobiça, se é mais recompensador servir a Ti?

Ajuda-nos a manter os olhos em Ti e Te chamar de Pai, clamar por Tua ajuda e ser atendido no momento certo. Liberta os que têm aceitado qualquer tentação, para que a coroa da cabeça deles não seja tirada.

Queremos combater o bom combate até o fim e declarar que a fé e a santidade continuam conosco, bem como a certeza da coroa da justiça entregue a nós por Ti, ó Rei eterno. Oramos por quem se desviou, para que retorne aos Teus caminhos!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração