ongrace.com

> Mensagem de Hoje

15/11/2016 - O INÍCIO DO TEMOR

  • Envie por Email
  • Imprimir
Quem, dos servos de Faraó, temia a palavra do SENHOR fez fugir os seus servos e o seu gado para as casas.   Êxodo 9.20


O quadro começou a mudar. Com a pestilência que caiu sobre os egípcios e a ameaça da praga das saraivas, o povo percebeu que não podia brincar com o Deus dos hebreus. A falta de temor no coração de uma pessoa a impede de ser abençoada e, ao mesmo tempo, faz o demônio operar nela as suas más obras. A Palavra do Senhor garante: não há como uma maldição atingir alguém, se não houver uma causa (Pv 26.2).

O principal motivo de as pessoas sofrerem nas mãos do diabo é a falta de temor a Deus. Ora, onde Ele não estiver presente, o inimigo causará destruição. No meio dos salvos, a mesma coisa tem acontecido. Na maioria das vezes, a culpa é de quem não lhes ensina a servir ao Senhor verdadeiramente. Na verdade, quando alguém não se protege no Altíssimo, fica vulnerável aos ataques do Inferno. O povo sofre por falta de conhecimento (Os 4.6).

Se todos fossem ensinados a buscar a Deus de fato, crer na Sua Palavra e a usar o Seu Nome para destruir as investidas das forças do mal, em pouco tempo, veríamos milhões de pecadores rendendo-se a Cristo. O péssimo ensinamento a respeito dos direitos dos salvos e do que podem fazer usando o Nome de Jesus tem feito muitos serem escravos do diabo.

Não há como a Igreja ficar acuada, vendo o pecado e o desprezo por Deus aumentarem, se ela tem o poder para ligar qualquer coisa nos Céus, tendo-a ligado na Terra (Mt 18.18). Talvez, você mesmo esteja sofrendo desnecessariamente; em vez de repreender as obras do maligno, tem acreditado nas tribulações como um modo de o Pai lhe ensinar a temê-Lo. O diabo fica feliz com a ignorância espiritual dos cristãos.

As Escrituras declaram: Quando os justos triunfam, há grande alegria; mas, quando os ímpios sobem, os homens escondem-se (Pv 28.12). É exatamente isso o que ocorre onde a Verdade tem chegado. No início da caminhada cristã, as pessoas ficam felizes – elas mudam de vida e passam a servir a Deus de verdade. Entretanto, depois de algum tempo, o inimigo consegue voltar com força sete vezes maior para a vida de muitas. Misericórdia!

Só não morreram mais pessoas no Egito na praga das saraivas, porque muitos oficiais de Faraó já temiam o Senhor. Esses representantes de Faraó reconheceram que Deus não brincava na Sua obra. Assim, eles fizeram os homens que trabalhavam sob suas ordens se refugiarem nas casas e recolherem seu gado. Nos locais onde os animais ficaram no pasto e os homens em lugares abertos, não restou um sequer. Abrigue-se em Jesus!

Leve a sério o que o Senhor lhe ordenou, ou você será responsabilizado pelo que ocorrerá com você, seus familiares e quem não teve a oportunidade de ouvir a doce mensagem do Evangelho – as Boas Notícias. Estamos em uma guerra, na qual, se não reagirmos à altura, o diabo nos devorará por inteiro.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Ó Deus! De início, parecia que Moisés era um louco falador, a quem ninguém daria ouvidos. Mas, com o aumento das pragas, muitos oficiais de Faraó já não duvidavam de que elas ocorreriam. Muitos passaram a crer em Ti.

Hoje, somos os responsáveis pela Tua obra no mundo. Se nos calarmos, sofreremos uma eterna condenação. Tu nos ungiste para fazer a Tua vontade, por isso temos de nos consagrar e ser Teus servos onde quer que nos enviares.

Pedimos misericórdia pelo tempo desperdiçado por nós, ao andarmos de um lado para o outro e deixarmos os perdidos caminharem para o abismo. Temos sido carnais, enganados pelas coisas do mundo. Mas queremos ser úteis a Ti. Amém!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Missionário, sabemos q o sangue representa a vida, portanto pertence a Deus, mas algumas tribos na Africa o consomem sem sacrificar o animal, retirando através d um...

A Bíblia Sagrada orienta contra a ingestão de sangue ou de carne com ele por dois motivos. O primeiro é teológico: o sangue é um dos principais elementos da Redenção,...

»VEJA MAIS