ongrace.com

> Mensagem de Hoje

31/05/2018 - O TÉRMINO DA MISSÃO

  • Envie por Email
  • Imprimir
E disse-lhes: Da idade de cento e vinte anos sou eu hoje; já não poderei mais sair e entrar; além disso, o SENHOR me disse: Não passarás o Jordão. Deuteronômio 31.2


Há tempo de nascer e tempo de morrer (Ec 3.2), por isso devemos andar diante de Deus como Ele tem dito na Sua Palavra: de modo irrepreensível. Não sabemos quando se dará a nossa partida. Porém, se estivermos em pecado na hora da nossa morte, que pode acontecer inesperadamente, o nosso destino será o abismo, o suplício eterno. O pecado nos separa de Deus (Is 59.2).

Havia dois aspectos sobre os quais Moisés falou a respeito de sua proibição de entrar na Terra Prometida. O primeiro era a idade física, pois o corpo daquele líder estava desgastado, e isso ocorrerá com todas as pessoas, salvas ou não. Quando a hora de partir chega, não há como evitar esse momento, a menos que a pessoa tenha fé como Ezequias, que, ao saber de sua morte, virou o rosto para a parede e suplicou por mais tempo. Ele ganhou mais 15 anos.

O segundo elemento discutido por Moisés era o fato de que Deus lhe havia dito: Não passarás o Jordão. Essa decisão do Senhor se deu porque Moisés feriu a rocha na segunda ocasião, duas vezes. Ele não deu atenção ao Todo-Poderoso, quando disse que falasse ao rochedo. Da primeira vez em que extraiu água para os hebreus, ele teve de feri-la com o seu cajado. No entanto, da segunda vez, chateado com a murmuração do seu povo, após uma dura mensagem dirigida a eles, por duas vezes, feriu a rocha. O problema era que esse agregado rochoso representava Jesus. 

É bom verificar como você tem andado. Ao sentir algum desvio da missão que o Altíssimo lhe deu, busque o perdão divino e endireite-se. Fique atento, pois o diabo usará meios sujos para tirá-lo da presença divina. Assim, a obra que Deus lhe confiou não será feita, e você pagará a conta. Não seja omisso no cumprimento do dever para com os Céus!

Lembre-se da semente que caiu entre espinhos (Mt 13.7). O que essa vegetação representa? Essa semente sufocada não consegue sol o bastante para produzir segundo a sua espécie. Ela até brota, mas a planta fica retorcida, sem força e desengonçada, como uma anomalia. Isso se dá por causa da fascinação das riquezas, dos cuidados da vida e da ambição de outras coisas (Mt 13.22). Cuidado!

Se você não pode ajudar a obra de Deus a andar segundo a direção dEle, não atrapalhe, pois quem prejudicar o trabalho do Santo Espírito receberá a sua pena. Por que se esforçar por tanto tempo, e, de um momento para o outro, deixar-se levar pelas mentiras do acusador? Claro que Moisés não se perdeu, mas sofreu as consequências de sua atitude impensada. 

Permita que o Altíssimo o use! Quando chegar ao seu ápice na vida, você verá como foi bom ter sido um servo fiel e interessado no crescimento da obra. Na volta de Jesus, os que não subirem verão o quanto perderam. Ele virá buscar os Seus, mas os ímpios serão excluídos. Vigie e ore!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Senhor! Quando somos chamados para a Tua obra, em qualquer parte do santo trabalho, devemos buscar a Tua orientação e cumpri-la. Mas, sabendo que o inimigo nos tentará, precisaremos da Tua unção, proteção e direção.

A Igreja é Tua. Por isso, não podemos colocar na obra os nossos pensamentos nem coisas pecaminosas que mancharão a linda atuação do Teu Espírito. Nada do homem será aproveitado. Precisamos conhecer o Teu plano de salvação.

Além do impedimento da idade, Moisés teve a proibição de entrar em Canaã, pelo fato de ter se excedido no cumprimento do dever. Isso é sério! O que será de nós se não realizarmos a missão como Tu tens nos dito? Ajuda-nos!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Pastor RR Soares a paz esteja convosco, sou evangélica da igreja do evangelho Quadrangular e queria tirar algumas dúvidas,eu tenho uma irmã que faleceu em dez.de 2005,ela...

Muito embora esses sonhos lhe tragam conforto, eles não vêm de Deus. Podem ser fruto de seus anseios íntimos de manter uma certa ligação com essas pessoas que partiram...

»VEJA MAIS