ongrace.com

> Mensagem de Hoje

23/02/2018 - PERDÃO CONDICIONADO

  • Envie por Email
  • Imprimir
Olhai por vós mesmos. E, se teu irmão pecar contra ti, repreende-o; e, se ele se arrepender, perdoa-lhe. Lucas 17.3


O pecado que cometemos contra uma pessoa nos submete à autoridade dela. Porém, se somos convencidos pelo Santo Espírito do nosso erro, devemos procurar o dom do arrependimento e suplicar a Deus que o coração dela nos ouça e nos perdoe. Certamente, Quem começou a boa obra há de terminá-la (Fp 1.6). Assim, podemos estar convictos de que o senhorio do espírito imundo será erradicado da nossa vida. Aleluia!

É preciso ter cautela para repreender quem pecou contra você, pois o objetivo principal é levar tal pessoa a se arrepender. Não podemos ser apressados, dizendo que ela está errada e já lhe perdoarmos. Precisamos trabalhar com o Espírito Santo, para que ela não se perca. Veja bem, sofremos com as atitudes dela e ainda daremos conta da perdição que lhe está reservada?

Só podemos oferecer o perdão a quem quer deixar o pecado. De outro modo, esse indivíduo banalizará esse ato de altíssimo significado, aceitará outras tentações e recusará a oferta do Senhor de arrependimento e salvação. Que não seja por sua culpa se ele se retirar triste da presença do Altíssimo! Infelizmente, pelo fato de amarem o pecado, muitos preferem ir para a perdição eterna a deixar o seu erro. Quem está na posição de pecador deve ser tratado pelo próprio Deus.

Perdoar é tão sério, que, se a pessoa se arrepender, você deve conceder o perdão a ela. Ora, ninguém se arrepende por si só, mas debaixo de uma convicção do Santo Espírito. Porém, algumas pessoas são acometidas pelo remorso, mas isso não significa arrependimento. O arrependido se mostra arrasado, confessa detalhes das suas faltas e, por fim, suplica pelo perdão. Somos proibidos de perdoar a quem não se arrepende, para o próprio bem dele.

A obra tem de começar pelo Espírito de Deus e terminar com Ele. Se você ficou chocado com o que ouviu e se irou, peça um tempo para orar e sentir do Senhor como proceder. Depois de meditar na orientação divina e clamar, comunique a sua decisão. Quando alguém foi convencido pelo Espírito Santo de seu erro, não podemos negar a essa pessoa o perdão, sob pena de nos acharmos lutando contra o Senhor. Porém, não se apresse a dizer nada, a não ser o que sentir de Deus.

Ao ouvir do Mestre sobre esse assunto, os apóstolos pediram que lhes acrescentasse a fé, pois se tratava de algo muito sério. A fé é dada a nós para nos livrarmos de doenças e problemas financeiros, familiares, além de outros. Medite nos textos bíblicos sobre perdão, a fim de poder perdoar, pois tudo o que não é de fé é pecado (Rm 14.23). Só mesmo com fé você conseguirá conceder o verdadeiro perdão e salvar alguém que já se encontra à porta da condenação. Vigie e ore!

Quando eles pediram a Jesus que lhes acrescentasse a fé para perdoar, Ele respondeu: Se tivésseis fé como um grão de mostarda, diríeis a esta amoreira: Desarraiga-te daqui e planta-te no mar, e ela vos obedeceria (Lc 17.6). Ninguém jamais viu uma planta se soltar da terra, dirigir-se ao mar e se fincar lá. Medite na Palavra e aprenda tudo o que é necessário à sua vida espiritual!

Em Cristo com amor,

R. R. Soares

 

 

Deus Conselheiro! Estamos diante de um dos maiores problemas da sociedade e, portanto, precisamos de orientação para termos êxito e não agirmos de modo errado. Com a Tua ajuda, cumpriremos a Tua Palavra. Dá-nos misericórdia!

É necessário trabalharmos em conjunto com o Teu Espírito, pois quem caiu não virá a nós por conta própria, e sim porque foi convencido por Ti. Assim, precisamos ter a Tua presença e direção para não sermos enganados!

A Verdade tem de estar em nós para levarmos as pessoas a se redimirem daquilo que as fez cair. Faz-nos sábios, a fim de não entregarmos ao diabo a vida daqueles em quem trabalhaste para recuperar. Muito obrigado e amém!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

querido miss. vejo muito sobre o assunto bebidas e conf.varias respostas dadas pelo sr. , e colocado que o vinho de antigamente nao havia alcool mas sabemos que todo vinho para...

Não existe controvérsia nenhuma! O que dissemos é que o vinho dos tempos do NT era natural, sem ADIÇÃO de álcool. Ou seja, o óinos, que é a palavra grega traduzida como...

»VEJA MAIS