ongrace.com

> Mensagem de Hoje

04/12/2018 - PESSOA CERTA NO LUGAR CERTO

  • Envie por Email
  • Imprimir
Foi, pois, a uma cidade de Samaria, chamada Sicar, junto da herdade que Jacó tinha dado a seu filho José. João 4.5


Em relação a esse episódio, Jesus era a pessoa certa no lugar certo, não pelo fato de ser o Filho de Deus, pois, como sabemos, Ele não veio como tal. Para ser o nosso Salvador, Ele teve de Se despir dos Seus atributos divinos e nascer como um de nós. Ele passou pela porta de entrada em nosso mundo: o nascimento materno. Então, cresceu e viveu como um ser humano normal, porém com uma diferença marcante: nunca pecou. Ele era guiado pelo Pai!

Era necessário ao Senhor passar por Sicar. O Senhor O enviou para lá com o objetivo de cumprir uma importante missão de Seu ministério. Da mesma forma, o Altíssimo nos levará a muitos lugares dentro da nossa cidade, do nosso estado, país ou a alguns países, a fim de fazermos a Sua vontade entre os povos. Não importa para onde Ele nos envia; devemos ser as pessoas certas nos lugares certos. Assim, glorificaremos o Seu santo Nome.

Jacó tinha dado uma herdade a seu filho José, localizada junto à cidade de Sicar. Ora, somos os herdeiros de Cristo, e o lugar para onde Deus nos enviou está perto daquele que foi dado a nós por Jesus. Diante disso, devemos atravessar a divisa e fazer o bem a quem lá vive e não usufrui do poder capaz de libertar de todo o mal. O povo de Samaria era de origem estrangeira; não era judeu, mas queria conhecer o Deus verdadeiro e, por isso, era candidato à bênção.

O Mestre ficou cansado devido à longa caminhada. No entanto, Ele Se dirigiu para lá. Ao chegar, assentou-Se junto à fonte de Jacó. Não temos de nos assentar junto à fonte de Jacó, pois as águas dela eram limitadas e, por isso, não tinham o poder de matar a sede existente no coração do homem pela Verdade. As águas da Fonte verdadeira, Jesus, acabam com a nossa sede para sempre.

Temos de buscar a sabedoria divina, para que, à feitura de Jesus, iniciemos um diálogo com alguém e o levemos a experimentar a água que dessedenta. Em alguns casos, o diabo não deixa que raciocinemos acerca do que falaremos para essa pessoa, porém, se estivermos cheios do Santo Espírito, nós a faremos entender e querer saciar a sua sede.

Jesus iniciou a conversa com uma mulher que apareceu ali no poço, pedindo a ela um pouco da água que estava sendo tirada. Logo, o preconceito religioso apareceu, e o Mestre venceu com a oferta da verdadeira água, com a qual a mulher nunca mais teria sede. A seguir, acompanhando o raciocínio dela e usando a capacidade dada pelo Pai, o Salvador a fez correr pela cidade e anunciar tal acontecimento. Aleluia!

Ore para o Senhor enviá-lo a um sofredor. No entanto, ao encontrá-lo, se o problema for difícil, enfrente-o com a certeza de que a autoridade concedida a você é capaz de resolver qualquer situação. Deus nunca o enviaria a alguém nem traria uma pessoa até você, se não tivesse um grande propósito: o de usá-lo para mostrar a solução.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Pai das soluções! Por que não Te obedecer, se estamos autorizados a fazer o bem a quem dele precise? Podemos ser a bênção planejada por Ti na vida de quem nos procura ou pede a nossa intervenção. A Ti seja a glória!

Não aceitamos ser simples ouvintes, e sim verdadeiros servos Teus, dando o que temos recebido de Ti, para todos serem curados, libertos e salvos. Queremos fazer a obra como Jesus a fazia, amar como Ele amava e libertar como Ele libertava.

Estamos diante de Ti pedindo que continues a nos ensinar como proceder em nossa missão. Desse modo, veremos a Tua mão operando nas pessoas, como operavas nos dias do Teu Filho na Terra. 

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Missionário, sou iniciante no evangelho e as pessoas me perguntam porque Deus permiti que tanto mal aconteça, como mortes de inocentes etc.. Neste caso, a pergunta é se...

Como foi que o pecado contaminou nosso mundo? Por meio da permissão dada por Adão ao diabo (Gn 3). Assim como Adão foi livre para optar por conhecer o mal (o bem ele já...

»VEJA MAIS