ongrace.com

> Mensagem de Hoje

10/09/2009 - PODE SER VOCÊ

  • Envie por Email
  • Imprimir



“Este receberá a bênção do SENHOR e a justiça do Deus da sua salvação” (Salmo 24.5).

Quem será duplamente abençoado? O que cumprir as condições estabelecidas no versículo anterior a este, as quais são:

1 – Ter as mãos limpas.

2 – Ser puro de coração.

3 – Não entregar a alma à vaidade.

4 – Nem jurar enganosamente.

Tem as mãos limpas quem não desobedece à Palavra de Deus – e a esse está reservada a bênção do Senhor. Já o que pratica o erro e age como os perdidos – não se arrepende – pode esquecer, pois jamais alcançará o tão sonhado galardão. Mesmo assim, não é pequeno o número de cristãos que o estão deixando escapar.

O Senhor não pode colocar em mãos impuras o que Jesus penosamente conquistou para nós. Portanto, somente quem estiver limpo espiritualmente poderá ser galardoado com as operações divinas.

Ter desejos malignos – como, por exemplo, cobiçar o que é do próximo – e deixar o inimigo fazer morada no coração impedem a realização da obra divina na vida dos que pensam ser parte do povo de Deus. Ora, é preciso o homem estar livre das ações infernais para que a bênção não se desvie dele. Por isso, perde muito quem dá lugar às paixões infames do diabo, afinal, os que viverem no engano não terão seus clamores atendidos (Mateus 15.18-20).

Não é bom entregar a alma à vaidade; ela deve ser entregue somente ao Espírito de Deus para que a Sua obra seja realizada em nós. Se deixar a vaidade invadir seu coração e implantar a vontade do diabo, você será impedido de receber o que lhe pertence por direito e de ver a justiça divina operar em seu favor.

A nossa fala deve ser sim, sim e não, não. O que passar disso não é esperteza, mas, sim, bobeira – e, ainda por cima, diabólica (Mateus 5.37). Quem falar fingidamente ou proferir boas palavras só para enganar, não cumprindo o que promete, jamais será a pessoa descrita no Salmo 24.5.

Vale a pena ser de Deus em todos os sentidos! Basta cumprir as quatro condições anteriormente mencionadas para que o poder do Senhor opere em seu viver. A justiça do Deus da nossa salvação significa a Sua resposta às nossas orações, o cumprimento de todas as Suas promessas.

Jesus é o Deus da nossa salvação. Ele sofreu todos os nossos pecados e as transgressões para que pudéssemos viver livres das investidas de Satanás. Então, não há nada que O chateie mais do que os Seus redimidos vivendo como perdidos. Quando o cristão fala uma mentira, está pecando contra a Verdade; quando engana, está enganando a Verdade – e a Verdade é o próprio Senhor Jesus. Nesse caso, as operações da justiça do nosso Deus ficam impedidas pela estupidez de quem deveria reinar com Ele.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração