ongrace.com

> Mensagem de Hoje

30/06/2018 - PÔR EM LIBERDADE OS OPRIMIDOS

  • Envie por Email
  • Imprimir
A apregoar liberdade aos cativos, a dar vista aos cegos, a pôr em liberdade os oprimidos, a anunciar o ano aceitável do Senhor.   Lucas 4.19


Umas das múltiplas missões de Jesus e, portanto, do cristianismo é pôr em liberdade os oprimidos do diabo. Isso nunca deve ser entendido como uma luta do capitalismo contra o socialismo, das raças ou das classes sociais, e sim espiritual. Muitas pessoas vivem com doenças, têm desejos de prostituição e praticam atos promíscuos; no entanto, a mensagem do Evangelho pode livrá-las verdadeiramente, se crerem no Senhor.

O apóstolo Pedro resumiu os atos de Cristo, dizendo: Andou fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele (At 10.38). Ora, os salvos também são revestidos pelo Espírito Santo para agirem dessa forma. Contudo, ao se envolverem com pecados, muitos voltam ao domínio do mal, e nada mais dá certo para eles. É preciso se arrepender e se converter. Faça isso!

A Igreja tem de deixar qualquer luta e voltar a apregoar liberdade aos cativos (Lc 4.19). Então, a fé entrará no coração deles, e eles viverão de fato, serão iluminados pela revelação da Palavra e desejarão conhecer o Salvador. O Vinde a mim, o convite de Cristo (Mt 11.28), está à disposição de todos, bem como a garantia da vitória. Essa mensagem gloriosa foi perdida durante os séculos, mas temos de voltar a anunciá-la aos famintos pela Verdade.

Quando uma pessoa entende o Evangelho, deseja resolver seus problemas. Porém, ninguém irá querer isso, se não compreender que o mal o prende ao pecado, às enfermidades, à miséria e aos demais sofrimentos. A obra divina não é passiva, e sim uma verdadeira guerra contra Satanás e seus demônios. Por isso, o crente deve ser cheio do Espírito e estar em consagração para ser usado pelo Senhor. 

Ao apregoar libertação aos que estavam sob a influência do diabo, o Senhor dava vista àqueles que não podiam ver a situação vexatória na qual se encontravam. Então, ao perceberem a própria penúria espiritual, eles O procuravam publicamente ou às escondidas, e eram libertos. A pecadora que ungiu os pés de Jesus (Lc 7.37-48), por exemplo, não se envergonhou de ir até Ele e derramar suas lágrimas. Antes disso, ela não se envergonhava de pecar!

Quando o Pai nos ungiu com o Espírito Santo e poder – e fez isso com Seu Filho –, fomos capacitados para realizar as obras de Jesus. Fomos batizados com o mesmo batismo e autorizados a quebrar as cadeias dos aflitos, como Cristo fez. Mas, infelizmente, muitos salvos garantem amar o Salvador, mas dizem ter coisas mais importantes a fazer do que servir a Ele. Deus tenha misericórdia deles!

O Altíssimo nos concedeu o Seu poder para anunciarmos o ano aceitável do Senhor. Estamos no período em que Ele não leva em conta nossos erros do passado, mas pede a todos, e em todas as partes, que se arrependam, convertam-se e, assim, desfrutem do refrigério divino. Tome a sua posição!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Nosso Libertador e Senhor! Temos andado como os cegos, mas, no nosso caso, a cegueira reside no fato de não darmos à Tua Palavra o devido lugar. Temos de abrir os olhos para ela, pois nela estão a nossa salvação e felicidade.

Ao apregoarmos liberdade aos cativos, eles se abrirão para a Verdade; então, eles Te procurarão e serão salvos. Não há como crerem se não houver quem pregue, nem como se pregar o Evangelho se ninguém for enviado. Envia-nos a fazer o bem!

Com os olhos abertos para a Verdade, as pessoas enxergarão onde está a causa de seus males, e nós as colocaremos em liberdade. Não podemos deixar de falar que temos vivido no Teu ano aceitável, o ano do jubileu espiritual. Aleluia!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

As pessoas criam muitas teorias sobre as diversas etnias, hoje, existentes na terra. Existem passagens bíblicas que explicam essa variedade...

A Bíblia não fala sobre isso, porque não é um livro de antropologia, mas, sim, a Palavra de Deus, que tem a finalidade de corrigir, ensinar e exortar (2 Tm...

»VEJA MAIS