ongrace.com

> Mensagem de Hoje

05/11/2009 - É PRECISO CLAMAR POR SOCORRO?

  • Envie por Email
  • Imprimir



“SENHOR, meu Deus, clamei a ti, e tu me saraste” (Salmo 30.2).

Aparentemente, clamar a Deus é importante para se receber a cura. De fato, as Escrituras falam de muitos servos do Senhor que clamaram a Ele. O próprio Senhor Jesus, por sinal, ofereceu ao Pai um grande clamor com lágrimas e foi atendido.

Na passagem que lemos, o salmista declara que clamou e foi sarado. Hoje, no entanto, após o sacrifício de Cristo no Calvário, quem está firme na posição de filho do Altíssimo e anda em comunhão com Ele não precisa clamar para ficar livre de nenhuma enfermidade.

Meu irmão, não é pecado clamar a Deus. Ao contrário, há muitas situações em que essa atitude é o caminho mais rápido para o homem ser atendido. Porém, no tocante a qualquer bênção claramente revelada na Palavra – como, por exemplo, cura e prosperidade, dentre outras –, não há por que fazer uso do clamor. É preciso tão somente assumir o seu direito, e o poder divino executará a obra!

É bom estar em comunhão com os Céus, pois, ao andar com o Todo-Poderoso, diante de qualquer tentação, basta usar sua autoridade no Nome de Jesus e repreender o mal. Quem está bem com o Senhor sabe aonde vai, consegue esquivar-se dos problemas e sempre é atendido. Por outro lado, quem não se acerta, mas vive dominado pelas paixões carnais, parece-se com um barco à deriva, o qual pode ser levado pela correnteza e, às vezes, bater em uma pedra ou enganchar-se no mato à beira do rio. Cegamente, é possível até que ele navegue sem danos, mas o risco de cair em uma cachoeira e despedaçar-se é muito grande.

Fazer da Palavra do Senhor o seu Norte é decisão que todos precisam tomar, pois, agindo assim, passarão a observar o que foi escrito, ouvir Seus conselhos e cumprir os mandamentos divinos. Então, o medo, ou qualquer outro sentimento pecaminoso que os dominava, não mais será senhor da vida deles, e eles não servirão à maldade e a nenhum dos impulsos que tentem dominá-los.

Não precisamos clamar pela cura, pois ela já nos foi comprada e concedida. Aliás, Isaías, Mateus e Pedro falaram dela (Isaías 53.4,5; Mateus 8.17; 1 Pedro 2.24). Meu irmão, as nossas enfermidades foram carregadas pelo Senhor Jesus, para que eu e você não precisássemos mais sofrê-las. Então, se já fomos sarados, por que temos de clamar para que Ele venha realizar o que já foi feito?

Ora, toda revelação se constitui em um mandamento. Precisamos cumprir o que nos é revelado, exigindo os nossos direitos, mandando a doença embora com todos os seus sintomas e tomando posse da nossa bênção.

Ademais, o salmista estava agindo como profeta, ao declarar que havia suplicado ao Senhor e que Ele o sarara. O autor desse Salmo falava não só de si mesmo, mas também da humanidade, que, por causa do pecado de Adão, teria de sofrer os ataques do diabo. Esse clamor contra o sofrimento foi ouvido e atendido pelo nosso Deus. Portanto, Ele não tem de fazer mais nada a respeito da nossa cura, afinal, já nos sarou pelas feridas de Jesus.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Missionário, eu fui casada 03 vezes. O 1º na igreja (católica), o 2º convivi (sem casar) por 08 anos e o 3º estou casada há 04 anos (após minha conversão) Graças a...

A Bíblia diz que as coisas anteriores à conversão são da velha criatura e que Deus não leva em conta o tempo em que desconhecíamos a Palavra (2Co 5.17; At 17.30)....

»VEJA MAIS