ongrace.com

> Mensagem de Hoje

18/10/2014 - QUANDO A BATALHA TERMINA

  • Envie por Email
  • Imprimir
E os homens de Israel saíram de Mispa, e perseguiram os filisteus, e os feriram até abaixo de Bete-Car. 1 Samuel 7.11


As suas batalhas contra o pecado, ou as doenças, têm de ser travadas até não mais existir nenhum traço do maligno em sua vida. Se você ganhar 99% da luta, mas ignorar 1%, por certo Satanás se reagrupará, refazendo suas forças e estratégias. Então, em um momento de um descuido seu, voltará com mais vontade de vencer você. O maior desejo do inimigo é fazê-lo submeter-se à vontade destruidora dele.

Temos de perseguir os nossos adversários incansavelmente até serem aniquilados, de modo que jamais tenham condições de nos atacar novamente. O diabo só se levanta contra nós com intuito de roubar, matar e destruir (Jo 10.10a). Por isso, não é bom considerá-lo inofensivo ou fraco para nos derrubar. Por trás de todo espírito maligno, há o poder infernal!

O certo é resistir ao mal que o atacou até vê-lo cair e ficar debaixo de seus pés. Essa era a atitude que Davi tinha para com seus inimigos. No livro de Salmos, ele diz que os perseguia a fim de alcançá-los, colocando-os em posição de derrotados, até os ter consumido (Sl 18.37,38). O rei só considerava a batalha ganha quando atravessava os seus adversários. Do mesmo modo, temos de lutar até o golpe final.

Esse “cair debaixo” é simbólico e significa acabar com o inimigo. Isso ocorrerá quando você estiver cheio da presença de Deus. Então, em seu coração, você sentirá que o mal perdeu e saiu por completo. Enquanto a alegria da santidade, da saúde e de todas as bênçãos não estiver presente em sua vida, ainda haverá muita luta. Andamos por fé e não pela vista (2 Co 5.7), e essa alegria vem exatamente pela fé, como sinal de que Jesus nos visitou.

Os filisteus chegaram à peleja, mas o Altíssimo tomou a dor dos israelitas devido à confiança que tinham nEle. Quando parecia que o povo de Deus seria destruído, o Senhor enviou uma forte tempestade, e, assim, os inimigos fugiram apavorados. Os mais variados meios de o Onipotente nos ajudar surpreendem o maligno, que, em hipótese alguma, poderá fazer frente à resposta do Alto. No caso dos filisteus, ela foi até branda.

É bom e muito produtivo confiar no Pai celeste, pois Ele fará o necessário para nos dar a vitória. Certamente, o nosso Deus saberá produzir “tempestades” iguais a essa ou piores. Ainda desconhecemos o que acontece no mundo espiritual quando o Altíssimo Se levanta para nos abençoar, mas é algo grande. Precisamos cumprir Suas orientações, a fim de que nosso pedido seja atendido, e o sucesso, inevitável!

A luta terminou com Samuel colocando uma pedra (v. 12), a qual dizia que, até aquele momento, o Senhor os tinha ajudado. Após a peleja, devemos celebrar a vitória cultuando o Altíssimo. Esse ato marca que o nosso território está livre dos adversários. Se permanecermos na fé, impossibilitaremos o diabo de voltar a nos atacar.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Senhor, nossa Vitória! Que jamais corramos do inimigo e das suas investidas. Pode ser desde um problema em casa até uma doença ou outra provação. Não podemos nos contentar, sem que todas as ameaças do maligno tenham sido desfeitas.

Tu prometeste nos dar o escape nas tentações; por isso, não precisamos nos esconder de Satanás, pois, com a fé em Ti, sairemos vitoriosos dos ataques desferidos por ele. Obrigado por nos assistires em nossas batalhas. Tu és glorioso!

Enquanto houver um só adversário fustigando-nos, não deixes de operar em nosso favor. Por não querermos Te decepcionar, pedimos a Tua ajuda. Desejamos cumprir Tuas ordens sem vacilar diante de qualquer provação. Obrigado por nos amares assim!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração