ongrace.com

> Mensagem de Hoje

29/10/2016 - SANTA E NECESSÁRIA IMPORTUNAÇÃO

  • Envie por Email
  • Imprimir
E Moisés e Arão fizeram assim como o SENHOR tinha mandado; e levantou a vara e feriu as águas que estavam no rio, diante dos olhos de Faraó e diante dos olhos de seus servos; e todas as águas do rio se tornaram em sangue. Êxodo 7.20


Esse era o início dos castigos que atingiriam o Egito, a fim de que os filhos de Israel fossem libertos do cativeiro na terra de Cam. Moisés e Arão deveriam se levantar pela manhã, ir até o local onde o Faraó se banhava e dar-lhe o recado. O Senhor usaria esse meio para nos ensinar o que Ele faz para nos livrar de qualquer cativeiro, mesmo que se trate de doenças ou pecados, com seus sofrimentos e suas tentações.

Junto ao rio, eles encontrariam não só Faraó, mas também seus servos, amigos e seguranças. Nas Escrituras, a água é símbolo da Palavra de Deus, a qual nos lava e santifica. Portanto, procure falar de acordo com elas, pois, assim, tocará o coração das pessoas, que devem se curvar ante a vontade divina. Mas, atenção! Tenha juízo para não tirar proveito do sentimento daqueles que são tocados pelo Altíssimo. Afinal, você é servo.

Não sabemos se Faraó reclamou de perseguição, pois, até no seu momento de lazer, eles foram atrás dele. Isso nos mostra que temos de falar do amor de Deus em qualquer circunstância e agir com sabedoria e firmeza. Nosso trabalho é feito para o bem-estar das pessoas; para isso, não podemos ser preguiçosos ou fazer a obra quando desejarmos. Obedeça!

Moisés e Arão eram sábios e, por isso, agiam como Jesus ensinou na parábola do juiz iníquo, importunando o rei do Egito (Lc 18.1-5). A revelação que o Senhor nos dá tem de ser escrita, por exemplo, em outdoors, a fim de que até quem passe correndo possa lê-la. Não podemos economizar recursos na obra de evangelização, tendo em vista que estamos falando de vidas, as quais, caso morram em pecado, jamais se libertarão do suplício eterno. Misericórdia!

Os dois irmãos enviados de Deus fizeram como lhes fora mandado. Não há motivo para temer o aborrecimento que uma pessoa possa ter, devido a nossa insistência, nem o que ela tentará contra nós. O pior que ela pode fazer é ofender o Senhor, que, ao nos enviar, saiu à nossa frente para executar a obra. Somos apenas Seus colaboradores. Se os que estavam com o rei se levantassem contra aqueles servos, o Altíssimo os guardaria de todo mal.

O momento era muito sério, mas os irmãos missionários não se intimidaram. Perante o potentado do Egito, Arão levantou o bordão de Moisés e feriu as águas diante dos olhos de Faraó e seus servos. Que ousadia! Essa é a maneira correta de servir a Deus; do contrário, estamos servindo ao rei da covardia e do medo. Não seja tímido ao realizar o que o Senhor lhe ordenou, pois Ele cumprirá a parte dEle sempre.

O resultado da coragem e obediência deles foi que todas as águas do rio se tornaram sangue. Faraó viu que Deus não estava brincando com ele. Quer os perdidos aceitem ou não, o importante é que tiveram a sua oportunidade.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Ó Deus! Naquele dia, Tu iniciavas as Tuas maravilhas na terra de Cam, para que Faraó libertasse o Teu povo. Hoje, como o nosso ministério não é de condenação, Tu realizas curas, libertações e prodígios, para as pessoas Te temerem.

Como ocorreu nos dias de Jesus, ocorrerá hoje. Temos de ser intrépidos como o Teu servo foi diante do rei do Egito. Assim, os perdidos verão a Tua grandeza, se voltarão para Ti e obterão o perdão de seus pecados. A Ti seja a glória!

Que levantemos a nossa habilidade para ajudar os que vivem dominados pelo diabo, e, então, muitos serão libertos. Ajuda-nos a não colaborarmos com nada do inimigo, e sim com o Teu querer. Dessa forma, multidões serão salvas.

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração