ongrace.com

> Mensagem de Hoje

19/02/2015 - TRISTE REBELDIA

  • Envie por Email
  • Imprimir
Antes, se misturaram com as nações e aprenderam as suas obras.  Salmo 106.35

Ouça a mensagem

O Altíssimo havia prevenido os filhos de Israel sobre o perigo de se misturarem com as gentes de Canaã, mas eles desprezaram o conselho divino. Fato semelhante a esse erro tem acontecido com alguns membros do Corpo de Cristo em nossos dias, pois estão assistindo ao que os perdidos assistem, fazendo o que eles fazem e aprovando o que eles aprovam. Onde está a diferença entre o santo e o incrédulo? 

As nações que nos rodeiam têm apelos e práticas que jamais deveríamos observar, porque são dominadas por demônios. O simples fato de aprender o que praticam é um convite a essas entidades para operarem sua maligna vontade em nossa família. Grande é nossa responsabilidade! O pior é que nem queremos saber o que significa o leito conjugal imaculado. Senhor, misericórdia!

Como os israelitas, também fomos salvos do cativeiro; porém, não temos demonstrado consideração alguma ao que nos foi feito. As advertências do Altíssimo já não nos tocam. O pecado das moabitas nos encanta, e temos servido aos deuses das nações. Em breve, estaremos dominados pelos espíritos do mal que escravizam os ímpios em todo o mundo. Aonde chegaremos, mesmo confessando que somos salvos pelo sangue de Cristo?

Quem desrespeita o Senhor se torna servo das trevas. Não há como escapar do senhorio daquele a quem obedecemos. Veja o que o inimigo tem colocado em seu coração e fuja disso; se não o fizer, em pouco tempo, a alegria da salvação desaparecerá. Então, você verá o quanto dói seguir as doutrinas malignas. Tudo o que Deus condena é para o seu próprio bem. Portanto, não se deixe vencer pelo mal (Rm 12.21)

A loucura que invade a alma de quem se desvia dos preceitos de Deus leva-o a oferecer seus filhos ao diabo. Não são poucos que estão chorando pelos filhos que adotaram a homossexualidade como prática, as drogas como diversão e já não sentem desejo de voltar à sanidade. É tempo de os cristãos voltarem à prática das primeiras obras; de se arrependerem dos seus pecados e se consertarem com o Senhor. Por que se desviaram?

Está evidente que o preço pago não compensa. Temos visto pessoas que eram como estrelas nas mãos de Deus, mas, hoje, são tições apagados na lama do engano, da mentira, do roubo e das práticas contrárias à natureza. Sem dúvida, o julgamento delas já começou. Se não se arrependerem com urgência, elas verão o quanto o diabo é mau. Elas estão perdendo o melhor de Deus e candidatando-se ao suplício eterno.

Os ímpios não percebem que estão derramando o sangue dos seus filhos aos demônios, e, por isso, a maldição os domina e escraviza. Quantas cirurgias, dores e decepções! Onde deveria haver alegria, amor, paz e demais atributos do fruto do Espírito, há desconfiança, engano, mentira e traição. Para onde esses “crentes” estão caminhando? Certamente, não é para o Céu. Arrependa-se!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Ó Deus! Como somos míopes, espiritualmente falando, e insensatos por não darmos às Tuas palavras a devida atenção. Com isso, trazemos a nós e aos nossos filhos o cativeiro do qual fomos libertos por Jesus em Sua morte.

Não temos destruído os reinos infernais que dominam as pessoas, e isso nos tem custado muito. Por termos aprendido as obras dos perdidos, caminhamos para os laços que nos prenderão para sempre. Misericórdia!

Acorda o Teu povo, para que pare de servir aos demônios e não experimente a ira da Tua justiça. Muitos têm sacrificado os próprios filhos aos senhores da prostituição, homossexualidade, das drogas etc. Ajuda-nos, Senhor!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

É real o fato de que os pecados cometidos por Adão e Eva recaíram sobre as nossas vidas e que nós pagaremos por isso, denominado como Pecado...

O "pagamento por isso", isto é, pelo pecado original é exatamente o fato de que também pecamos. Por causa da queda dos primeiros seres humanos e pelo fato de sermos deles...

»VEJA MAIS