ongrace.com

> Mensagem de Hoje

03/04/2010 - TRÊS SÁBIOS CONSELHOS

  • Envie por Email
  • Imprimir



TRÊS SÁBIOS CONSELHOS

 “Cantai-lhe um cântico novo; tocai bem e com júbilo” (Salmo 33.3).

Deus gosta de progresso, de coisas novas; até o nosso louvor deve ser feito dessa maneira. Neste salmo, há três conselhos que devemos seguir para alegrarmos o coração do Pai – e o nosso também. O primeiro deles é cantar um cântico novo. De fato, temos de pedir ao Senhor um novo louvor e, a cada intervenção divina em resposta às nossas orações, precisamos entoá-lo a Deus. Se esse cântico novo estiver relacionado a algum livramento que o Altíssimo nos tenha dado, melhor será, pois o nosso espírito se apegará mais ao Pai, e Ele irá abençoar-nos ainda mais.

Muitas vezes, após um grande sucesso, vem a derrota. Mas, se estivermos ligados no Senhor, nenhum mal nos sobrevirá – e, se a dificuldade tentar levantar-se, Ele mesmo cuidará de nos livrar.

Com a primeira multiplicação de pães, o Mestre nos ensinou que devemos agir com ordem e decência (Marcos 6.30-44). Mesmo as pessoas estando com Jesus durante três dias sem comer, Ele exigiu que elas fossem separadas em grupos de 50 e de 100 – o que deve ter levado um bom tempo, pois havia cinco mil homens, fora as mulheres e as crianças. Alguém já calculou um número em torno de 20 mil pessoas, o que teria exigido, no mínimo, 200 agrupamentos – se todos fossem de cem pessoas. Quanto espaço foi necessário e quanto tempo foi gasto para acomodar tanta gente e servir-lhe o alimento? O que sabemos é que, enquanto não foi feito tudo como o Senhor determinou, Ele não partiu os pães e os peixes.

O segundo conselho do salmista na passagem bíblica é tocar bem – o que é de extrema importância, pois o que fazemos para o nosso Deus deve ser de qualidade. Quem for desleixado com os assuntos particulares e, também, com os pertinentes ao Senhor certamente ficará sem a bênção. Ora, quem não aprende a fazer bem o que o Pai coloca em suas mãos não Lhe agrada. Isso também se aplica à oferta entregue na igreja – muitos ofertam abundantemente e com alegria para a obra de Deus; outros dão algumas migalhas, pois não se importam com a evangelização que realizamos nem com a mensagem transmitida ao pecador, a qual deve vir sempre da parte do Pai.

Por último, o conselho do salmista é que nosso louvor seja dado com júbilo. Os esportistas, por exemplo, ao chegarem ao local de uma prova, começam a se aquecer; eles jamais iniciam a competição sem um preparo prévio. Todo atleta sabe disso, e conosco deve ocorrer o mesmo. Cantar hinos, ler a Palavra e meditar no que o Senhor já tem falado ao nosso coração são boas maneiras de “aquecimento” espiritual.

Então, quando estivermos “aquecidos”, poderemos louvar realmente a Deus, com a nossa boca cheia de júbilo. Por sinal, a Palavra declara que a boca fala do que há no coração (Lucas 6.45). Portanto, sem nos “aquecermos” espiritualmente, falaremos de problemas, lutas e derrotas, em vez de verdadeiramente louvarmos o Todo-Poderoso.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Prezado Missionario R.R Soares, quero saber se é certo quando um lider na igreja vai orar e passar em jejum por algum tempo ele fale para todos na igreja não seria o certo...

O jejum pessoal, aquele feito para quebrar a carne e buscar santificação deve ser feito de forma discreta, como você diz (Mt 6.16-18). Portanto, se a pessoa que vai jejuar...

»VEJA MAIS