ongrace.com

> Mensagem de Hoje

30/06/2022 - VOLTANDO AO INÍCIO DO PACTO

  • Envie por Email
  • Imprimir
Depois, disse Deus a Jacó: Levanta-te, sobe a Betel e habita ali; faze ali um altar ao Deus que te apareceu quando fugiste diante da face de Esaú, teu irmão.  Gênesis 35.1

Ouça a mensagem

Jacó se dirigiu a Simeão e Levi, dizendo que estava perturbado com a atitude deles em relação aos heveus (Gn 34.30), e as palavras que ele ouviu obtida não resolveram o problema (v. 31). Essa será a resposta que teremos, se pedirmos explicações para os erros praticados pelas pessoas. Ninguém tem a capacidade de nos ajudar, mesmo sendo servo de Deus. Porém, ao nos dirigir ao Senhor pedindo o socorro, Ele nos dirá como agir para ficarmos livres dos problemas!

Jacó viu os atos de seus filhos e buscou o Altíssimo. Isso deve ser feito toda vez que cairmos em qualquer pecado. Ora, quem peca se afasta da Palavra e se encontra em uma perigosa posição espiritual. Na sua procura por direção, o patriarca foi ouvido e orientado. O Senhor jamais deixará de nos atender, principalmente quando orarmos pedindo auxílio.

O patriarca deveria ir para onde achou o Senhor, mas tinha de se levantar. Caído, precisava de um encontro com Aquele que lhe aparecera e lhe fizera promessas. Da mesma forma, devemos agir. O nosso lugar é o ponto certo das Escrituras em que ouvimos a chamada divina, ou fomos confortados pelas direções recebidas no passado. Ali, Deus nos levanta!

Jacó deveria subir a Betel – casa de Deus. Lá, onde Deus lhe falou ou o confortou, ele seria cuidado de novo. Procure lembrar-se da parte da Palavra que você sentiu que era o Senhor chamando-o ou reconfortando-o (2 Co 1.4,5). Jacó não poderia ficar mais em Siquém, mesmo tendo comprado uma terra lá. Tudo aquilo que ele enfrentou são sombras do que acontece conosco. O importante é reencontrar o Onipotente.

Em Betel, não seria uma simples visita. Jacó e a família, bem como os seus animais, deveriam fazer morada lá. Que lição! Se nos perdemos em negócios ou erros, temos de recorrer à presença divina, aonde Deus nos falou e permanecer ali. Aprender a ficar firme na santa Palavra será de grande valia, porque o Pai está onde O deixamos. Nada melhor do que andar com o Altíssimo. Ele quer caminhar conosco!

A instrução do Senhor é esta: Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres (Ap 2.5). Precisamos obedecer e retornar à nossa chamada. Lembrar-nos de onde caímos, arrepender-nos e voltar às primeiras obras são atitudes que nos ajudarão muito, pois impedirão que nos tirem a bênção.

O patriarca teria de fazer na casa de Deus um altar para Ele, que lhe aparecera. Lembre-se das coisas que o Senhor lhe disse a princípio e você O terá de novo. Não importava a Jacó o custo da volta. Ele tinha de desmanchar as suas tendas e reerguê-las, bem como trazer toda a sua fazenda. Jamais faça contas para recomeçar com Deus.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Senhor da nossa eleição! Os perigos da vida nos afastam de Ti, mas, seguindo a Tua direção, podemos recomeçar. Olha para nós e ajuda-nos a largar o mau caminho e Te amar!

Não podemos Te deixar de lado. Temos uma Aliança feita no sangue do Teu Filho. Ela nos garante perdão, ao confessarmos os pecados, e unção para Te encontrarmos e refazermos o compromisso de Te servir em todas as coisas!

Por que Te deixar, se Tu és a nossa Luz, o nosso Caminho e a certeza de que não somos do inimigo, apesar de cairmos em transgressões? Pai, somente Tu podes nos socorrer, por isso oramos pelas Tuas misericórdias. Dá-nos a Tua mão!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Na Bíblia Comemorativa, em Tt 3.1, diz: Admoesto-vos que sujeitem aos principados e potestades e lhes obedeçam. É claro que está errado, pois a versão correta é:...

A expressão "principados e potestades" no grego não serve apenas para designar os poderes das trevas, mas também as autoridades humanas, como governantes. É o contexto que...

»VEJA MAIS