ongrace.com

> Missionário Responde

21/06/2007 - Casamento Anulável - Comportamento

Missionário, duas pessoas que conhecem a Palavra casam-se meio que por precipitação e na primeira noite do casal, da primeira relação sexual, um cônjuge rejeita o outro e o ato não se consuma. Aí a pessoa diz que foi precipitação se casar e que não quer mais ficar com aquela pessoa. Nesta situação a Bíblia prevê que entre casados que conhecem a Palavra, se um quiser se apartar, pode, mas não pode se casar novamente ou então deve se reconciliar com o conjuge, não é? Mas existe alguma brecha nesta situação que desobriga o outro conjuge desta lei por a relação que uniria o casal não ter se consumado ou não?

Resposta:
Você está confundindo um pouco as coisas. A situação em que um cônjuge pode apartar-se é descrita em 1Coríntios 7 e só se aplica quando apenas um cônjuge se converte. Aí, o incrédulo, caso queira (e só ele), pode apartar-se, já que a pessoa com a qual se casou não é mais a mesma depois da conversão. O problema que você descreve é bem diferente, até porque os dois conhecem a Palavra. Nesse caso, em que o casamento não foi consumado, até a lei humana anula o casamento. Agora, se os dois são do Senhor Jesus, o melhor a fazer é buscar conselho e ajuda com o pastor, pois se chegaram a se casar, o ideal seria permanecer juntos. Dito de outro modo, é preciso entender o que de fato houve entre os dois, para que tal situação não se repita mais.


PERGUNTAS RECENTES

> Pedido de oração

Pedido de oração