ongrace.com

> Missionário Responde

05/05/2005 - Repartir - Família

Missionário, ouço em todas igrejas as pregações, que devemos agir de acôrdo com a palavra de Deus, está certo e eu também concordo. Ouço falar sobre o dízimo, aliás é o que mais se falam, que devemos ajudar uns aos outros etc., aí eu pergunto? Porque então não se fazem como está escrito em Atos 2 V.45 que diz que tem-se que vender propriedades e bens e repartir com todos, inclusive muitos pastores que tem verdadeiros imperios de riqueza, ou será que a palavra de Deus no que diz respeito a isso, não serve para os dias de hoje, ou seja só serve o que convém.

Resposta:
Há, em sua pergunta, uma pequena confusão. O que acontecia em Jerusalém (At 2.45ss) nada tinha a ver com o dízimo. Além disso, foi uma prática isolada daquela igreja, jamais ensinada nem em Atos nem em qualquer outra parte da Bíblia Sagrada. Os crentes de Jerusalém, julgando que o Senhor Jesus viria naqueles dias, decidiram viver em comunidade, financiando-se mutuamente com a venda de suas propriedades. Com o tempo, isso gerou um grande problema para aquela igreja, tanto que o apóstolo Paulo e as igrejas estrangeiras precisaram levantar ofertas para socorrer os irmãos de Jerusalém, depois que os recursos acabaram (pois o Senhor não voltou no tempo que eles previam). O dízimo sim é ensinado em toda a Bíblia e serve, entre outras coisas, para socorrer os irmãos necessitados DA IGREJA (Ml 3.10-12; Ef 6.10). É preciso muito cuidado nessa questão, para não transformar a Igreja do Senhor Jesus em uma ONG. O dízimo sustenta a obra de Deus, que é proclamar o Evangelho do Senhor Jesus (coisa que nenhuma outra instituição faz). Quanto a pastores e líderes agirem de modo questionável com seus bens, não posso julgar ninguém (Mt 7.1ss; Rm 14.4). Como em todas as outras áreas da vida, também daremos contas desta diretamente ao Senhor Deus, de modo que se alguém procede de forma errada em relação a isso, não ficará impune.


PERGUNTAS RECENTES

> Pedido de oração

Pedido de oração