19/07/2020 - O NASCIMENTO MATERNO

Na verdade, na verdade vos digo que aquele que não entra pela porta no curral das ovelhas, mas sobe por outra parte, é ladrão e salteador.

João 10.1

Nesta lição, aprenderemos o quanto ganhamos por termos vindo ao mundo pelo nascimento materno. O pecado de Adão nos separou de Deus, tornando-nos alvos fáceis do diabo; porém, o nosso Irmão mais velho – Jesus – veio como um de nós e pagou o preço da nossa redenção. Ele voltará, nas nuvens, para nos tirar deste mundo mau e nos conduzir à eterna Habitação. Deus é bom!

Não podemos continuar nos desmerecendo. Afinal, não se paga caro por algo que nada vale. Jesus, que é Deus com o Pai, deixou a Sua glória para nos socorrer, provando que Lhe somos preciosos. O Senhor levou sobre Si os nossos pecados e as nossas iniquidades, para que o Pai nos resgatasse das mãos do maligno. Cristo sabia o quanto valíamos antes de vir aqui.

Entramos pela porta, o nascimento materno, por isso somos cidadãos deste planeta. Isso nos confere o direito de viver como Deus determinou. Já o diabo entrou na Terra por engano, por isso é ladrão e salteador. Os demônios, por não terem nascido de mulher, não pertencem a este mundo. Jesus é um dos nossos e veio nos redimir mediante o Seu sangue (Gl 4.4,5). Agora, somos salvos!

Mesmo se esforçando, o inimigo não conseguirá nos tirar das mãos do Altíssimo, pois foi vencido na sua própria casa pelo Salvador. Ali, Cristo tomou as chaves do seu covil. Agora, nem ali o maligno manda, e sim o Senhor, que o venceu legalmente (Cl 2.15 – ARA; Ap 1.17,18). Você não deve se submeter às mentiras do diabo, mas se declarar completamente justificado pela obra realizada por Jesus em Sua morte. Nenhuma condenação há para quem está em Cristo (Rm 8.1).

O que era preciso foi cumprido. Agora, o inimigo não pode mais ditar a nossa conduta nem nos fazer sofrer. Com derramamento de sangue, Cristo nos comprou para o Pai. Então, só devemos crer em Seu sacrifício, recebendo-O como Senhor e Salvador. Quando isso acontece, o Pai nos concede o poder para nos tornar Seus filhos (Jo 1.12). Aleluia!

Uma vez redimidos, não temos de mendigar bênçãos, mas assumi-las com fé e autoridade. Afinal, somos herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo (Rm 8.17). Portanto, toda vez que você estiver precisando de cura, libertação ou solução de algum problema, ordene que o mal saia da sua vida e se declare livre. As Escrituras garantem que tudo o que determinarmos em o Nome de Jesus Ele mesmo fará para nós (Jo 14.13).

Quando Pedro chegou a Jope, os irmãos lhe falaram que Dorcas tinha ficado doente e morrido (At 9.36-41). Pedro orou buscando direção sobre como proceder. Ele soube que a vontade do Pai era que ela voltasse à vida. Em seguida, foi até onde a colocaram, depois que a lavaram, preparando-a para o sepultamento, e disse-lhe: Tabita, levanta-te. Ela ressuscitou. Deus é fiel!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares