01/08/2020 - NÃO TENHA TEMOR DO INIMIGO

Delas não tenhas temor; não deixes de te lembrar do que o Senhor, teu Deus, fez a Faraó e a todos os egípcios.

Deuteronômio 7.18

Antes de entrarmos na mensagem, vamos nos lembrar de que os povos habitantes da Terra da Promessa, antes de Israel chegar e tomar posse do local, eram bem sujos em suas aberrações (Dt 18.9-14). O Altíssimo lidou com eles durante centenas de anos, pois estavam trilhando um caminho sem volta. Eles não temiam ao Senhor, e sim aos demônios. Por isso, cometiam todo tipo de transgressão sexual. Além disso, para obterem boas colheitas, ofereciam suas criancinhas aos deuses.

A entrada de Israel foi semelhante a um julgamento que o Senhor imporá no final dos tempos aos que continuarem no pecado, negando-se a se arrependerem da sua maldade. Porém, quem se converter será aceito como filho de Deus e poderão ir para o Céu ao lado de Jesus. Como alguém pode deixar de fazer o bem, se a maldade vem do diabo e traz grande penalidade a quem a pratica? Seja e viva como um sábio! Vigie!

Esse versículo é cheio de bons segredos para os obedientes ao Senhor. Por meio dele, Deus convoca todos a se arrependerem das más obras e a retornarem para Ele. No entanto, se continuarem dando lugar ao diabo, muitos se afastarão cada vez mais do Altíssimo e se perderão para sempre. Eles deveriam perseverar em fazer o bem; desse modo, poderiam ingressar no Reino eterno da felicidade de Cristo, o Salvador. Ore!

Muitos cristãos estão completamente enganados em sua forma de viver. Por isso, serão impedidos de entrar no Céu e irão para o lago de fogo eterno. Agora, quem lhes disse que podem se entregar aos mesmos desvios sexuais praticados pelos perdidos? (Ef 4.17-24). Sem dúvida, foi Satanás, o qual sabe que, sem santidade, ninguém estará diante de Deus (Hb 12.14). Que história é essa de que entre quatro paredes vale tudo?

É preciso se lembrar das maravilhas que o Senhor fez na terra do Egito, quando mostrou que os deuses deles não passavam de demônios mentirosos. Há muitos “iluminados” no Evangelho, os quais se convenceram, ou se deixaram convencer, de que o Altíssimo não Se importa com suas ações, mas, sim, com aquilo em que creem. Ora, o que uma pessoa faz revela em quem ela crê e, pelas suas obras, demonstra se há ou não temor de Deus em seu coração (Tg 2.19).

Não podemos temer os “deuses” desses “iluminados”. Eles estão corrompendo a obra do Senhor, estabelecida no derramamento do sangue de Cristo, a fim de que pudesse ser servido em santidade: De conceder-nos que, libertados das mãos de nossos inimigos, o servíssemos sem temor, em santidade e justiça perante ele, todos os dias da nossa vida (Lc 1.74,75). Veja como você está vivendo e volte ao primeiro amor (Ap 2.4,5).

O julgamento começará pela casa de Deus, para que seja limpa de quem escandaliza a obra: Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e, se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus? (1 Pe 4.17). Lembre-se do que foi feito a Faraó e aos egípcios!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares