03/08/2020 - SENHOR DAS ARMAS SECRETAS

E mais: o Senhor, teu Deus, entre eles mandará vespões, até que pereçam os que ficarem e se escondam de diante de ti. 

Deuteronômio 7.20

Israel passou 40 anos no deserto sem necessidade, porque duvidou da Palavra do Senhor, temendo entrar no território dos amorreus (Dt 1.26-33). Não dá para questionar o Altíssimo e permanecer firme na Sua presença, pois, quando Ele fala, já preparou tudo para a sua vitória. Ao ouvir a ordem divina, creia e coloque-se a caminho para realizar o que Ele disse. Deus é fiel em tudo!

É verdade que os hebreus não tinham um exército à altura para lutar contra os amorreus, mas o que o Senhor havia planejado não incluía luta física. À proporção que fossem ao encontro daquele povo, apareceriam vespões, insetos do tamanho de passarinhos, ou até maiores, que intimidariam os oponentes, que fugiriam apavorados. Como enviaram espias, e estes foram usados pelo inimigo, os israelitas tiveram de caminhar durante 40 anos pelo deserto. Vigie!

Muitos cristãos enfrentam grandes problemas pelo mesmo motivo. Em vez de ouvirem as orientações do Senhor, preferem se encolher de medo e abandoná-Lo. Ao fazerem isso, eles abandonaram a si mesmos, pois, para Deus, tanto faz o homem estar ao Seu lado ou não. O Altíssimo deseja salvar os perdidos da Sua ira, que se manifestará no Juízo, quando os rebeldes irão para a condenação (1 Ts 1.10).

Durante séculos, Deus tratou com eles, mas, como não aceitaram fazer parte do plano divino, porque não poderiam mais seguir na perdição da prostituição e de outras transgressões, como as idolatrias sexuais, desagradaram ao Senhor. Se tivessem ouvido, não teriam perambulado por tanto tempo. Pelo fato de não quererem ir até o fim com a verdade, sofreram o castigo. De igual modo, quem deixar o Caminho sofrerá no lago de fogo e enxofre.

Quanto doeu ver um compatriota morto, quando poderiam ver os habitantes de Canaã fugindo de medo para outros cantos! Deus lhes enviaria vespões, porém eles não acreditaram nEle e perderam anos naquele lugar inóspito. Por que não se voltaram para o Todo-Poderoso, o qual havia dito que subissem e possuíssem a terra dos amorreus? Quem preferir a rebeldia verá o peso da divina mão!

Mesmo no deserto, o povo escolhido continuou teimoso. Isso fez o Senhor levantar uma nova geração por intermédio de Moisés. Esse homem de Deus soube interceder e apaziguar a ira divina. A intervenção do libertador poupou aquelas pessoas de serem aniquiladas. Os cristãos murmuradores, que se dão a fazer a própria vontade, em detrimento do propósito do Onipotente, e os desobedientes devem se cuidar para sobreviverem.

Parece que muita gente não crê nas advertências de Deus, pois continua fazendo o que Ele condena, quase como uma provocação. Chegará o dia em que Jesus voltará em um abrir e fechar de olhos. Então, tudo o que o homem planejou será descoberto, e quem não se aprontou ficará fadado ao suplício eterno.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares