07/11/2020 - OPOSTOS ENTRE SI

Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR.

Isaías 55.8

Esse versículo é suficiente para nos fazer mudar de atitude, passando de uma mente que coleciona e amarga fracassos – ainda que, aos olhos das pessoas do mundo, sejamos aplaudidos como vitoriosos – a um viver pleno em tudo o que fazemos (Sl 1.3). Temos de vencer as lutas diárias. Somente quem nasce de novo pode derrotar as forças das trevas e conquistar as bênçãos divinas. O pior não presta para nada. Deus nos ajudará!

Viemos primeiro dos pensamentos do Senhor, quando Ele decidiu fazer um ser à Sua imagem e semelhança. Em Seu projeto, Ele tinha presciência das etapas que o homem enfrentaria aqui (1 Pe 1.2). Valeria a pena? Claro! Deus sabia que seríamos tentados, mas, com a tentação, Ele daria também o escape, para que pudéssemos suportar (1 Co 10.13). O Altíssimo nos criou com poder de decisão; porém, na primeira prova, no Éden, o homem caiu. Então, veio o perfeito plano da redenção destinado aos que creem.

De novo, o maligno entra em ação para subverter o plano redentor, levando-nos a crer que podemos fazer o que quisermos, achando que, no Juízo, Deus nos perdoará. Isso não ocorrerá de novo, uma segunda vez. A Bíblia fala da segunda morte, a separação eterna entre o Criador e o homem, quando os pecadores irão para o suplício eterno, de onde jamais sairão (Ap 21.8). Ora, muitos desconhecem que, devido ao pecado, seus pensamentos não são iguais aos de Deus. 

A Palavra nos exorta a mudarmos o nosso modo de pensar: E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus (Rm 12.2). Não terá segunda chance quem se perder e permanecer no erro, enquanto a Verdade está sendo pregada na Sua extensão, e a misericórdia divina dá ao homem a faculdade de se converter.

Precisamos endireitar os nossos caminhos que ficaram tortos com a entrada do inimigo no mundo. Só desse modo transformaremos a nossa mente. Então, experimentaremos a boa, agradável e perfeita vontade de Deus (Rm 12.2). Por que adiar essa decisão, se, depois, não teremos outra chance de sequer contar com o auxílio do Senhor? Quem não se entregar a Cristo precisa saber que, daqui a trilhões de anos, ainda estará em sofrimento.

Quando entendemos os caminhos do Senhor, as promessas e declarações dEle a nosso respeito, sabemos fazer tudo, até amar o próximo e os inimigos. Além disso, provamos o quanto é maravilhoso andar com Deus. Assim, o mal perde o poder de nos influenciar a pecar. Conheça o que lhe é dado gratuitamente em Cristo e seja feliz. É tempo de buscar a Deus, pois Ele está próximo!

Seja sensível às direções da Bíblia. Ali, estão todas as coisas que precisamos conhecer para seguirmos o Senhor. Quem não faz isso fica cercado de más companhias e, sem dúvida, será ferido quando o inimigo atacá-lo. Jesus disse: E não quereis vir a mim para terdes vida (Jo 5.40). Você prefere estar fora da presença de Deus?

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares