16/11/2020 - VIGIE O GOVERNO DA SUA CASA

Olha pelo governo de sua casa e não come o pão da preguiça.

Provérbios 31.27

A mulher virtuosa é a Igreja de Cristo, que, individualmente, somos nós. Quanta responsabilidade ser a Igreja edificada pelo Salvador! É um grande privilégio que Ele nos concede: preparar-nos para a vida eterna. Os salvos estarão continuamente ligados a Jesus, porque o Corpo não pode ter a Cabeça longe das outras partes. Estaremos tão ajustados ao Senhor (Ef 4.15,16), que nada nos separará dEle (Rm 8.38,39)!

Deus colocou o marido sendo a cabeça da família, cuja obrigação é dirigi-la e prover o pão de cada dia, e a mulher aprazível zela por quem exerce o governo da sua casa. Ela, como edificadora do lar, ora pelo seu esposo e fala palavras que têm o poder de edificá-lo: Toda mulher sábia edifica a sua casa, mas a tola derriba-a com as suas mãos (Pv 14.1).

Os salvos são templos do Espírito Santo. Por isso, precisam olhar para o que lhes acontece, sem aceitar qualquer interferência do diabo. Se você cair e ficar nas mãos do inimigo, deixará de ser parte do Corpo de Cristo. Ora, Deus permitiria que o maligno tivesse nas mãos um dos Seus membros? Ceder ao pecado é terrível, mas, se você vier a tropeçar, arrependa-se, confesse seu erro e aceite o perdão (1 Jo 1.9).

A esposa exerce um papel muito importante na condução do lar. É uma ajudadora competente, que não deixa o marido baixar a guarda. Se, porventura, houver pecado no casamento, ambos sofrerão, porque formam um só corpo. Nada melhor do que viver aos pés da cruz, desfrutando da presença do Altíssimo e tendo plena comunhão com Ele. Não dar lugar ao diabo é mandamento (Ef 4.27).

Essa mulher valorosa precisa vigiar sempre, para somente abrir a boca com sabedoria, pois será louvada pelo Altíssimo: Abre a boca com sabedoria, e a lei da beneficência está na sua língua (Pv 31.26). Quando ela falar com o esposo, não deve usar palavras negativas ou depreciativas, mas tem de incentivá-lo, dizendo que ele tem capacidade de ser bem-sucedido – ele precisa se sentir preparado. Nem todos têm o mesmo dom, mas são propriedades de Deus!

A beneficência – a arte de fazer o bem – foi dada a toda mulher pelo Senhor. Trata-se de uma lei capaz de anular os sofismas do mal. Essa ordenança deve estar na língua da esposa, a qual é a alegria do seu marido. Não há posição melhor para ela do que a de dar herdeiros a Deus e converter pessoas à Verdade. Como Noiva de Cristo, temos autoridade sobre o mal (Lc 10.19). Então, iremos até o fim, usando tal poder!

Feliz é a congregação cujos membros são vistos com as qualidades dessa mulher ideal, que olha para seu lar e não come o pão da preguiça. Não se deixe enganar pelo maligno. O seu futuro está garantido ao lado do Senhor dos senhores e Rei dos reis. Com Ele, reinaremos eternamente. Somos jardim fechado do Altíssimo e não seremos vencidos pelo diabo. Portanto, veja se tem recebido o Pão do Céu, porque o da preguiça não presta!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares