22/11/2020 - PEDIDO INCONSEQUENTE

E falou Samuel todas as palavras do SENHOR ao povo, que lhe pedia um rei.

1 Samuel 8.10

O pedido feito pelos israelitas, quando Samuel julgava Israel, desagradou ao Senhor, o qual desejava que Seu povo não tivesse um rei humano, pois Ele seria o Soberano deles. Então, como insistiram, o Altíssimo permitiu que homens pusessem alguém no lugar onde Ele seria o único a ocupar. O rei Saul não agiu segundo o coração de Deus, mas, em Davi, Deus achou essa pessoa (At 13.22).

Foram 40 anos de paz, progresso e respeito às Escrituras. O filho de Jessé agiu bem, a ponto de Deus considerá-lo o homem certo para reinar sobre Israel, pois se conduzia mais como o pastor do Seu povo. Salomão, o filho de Davi que lhe sucedeu, temeu a Deus nos primeiros anos; porém, com o passar do tempo, deixou-se levar pela carne e governou de modo vergonhoso. Não vigiou!

Salomão não seguiu os firmes passos do pai; casou-se com 700 mulheres, além de ter tido 300 concubinas. No final de seus dias, elas o corromperam, fazendo-o queimar incenso a vários deuses (1 Rs 11.1-8). Que lástima! O homem mais sábio da Terra dobrou-se diante de demônios. Que isso fique como aviso a todos os cristãos!

Outras pessoas também tiveram o prazer de ser colocadas na direção da nação, mas não entenderam que deveriam servir ao Senhor como pastor do povo, por isso foram imprudentes. Pobres coitadas! Elas não sabiam acerca do Dia do Juízo, no qual suas prevaricações serão expostas, e estarão a caminho do lago de enxofre e fogo. Por que, então, ser desonesto e não servir a Deus?

Há vários versículos que falam do último Dia, quando todos comparecerão ante o tribunal de Cristo e prestarão contas do que fizeram com o poder que lhes foi dado. Veja o que acontecerá com os acordos feitos secretamente: Porquanto tudo o que em trevas dissestes à luz será ouvido; e o que falastes ao ouvido no gabinete sobre os telhados será apregoado (Lc 12.3). Deus é um justo Juiz!

Quando Geazi, o servo de Eliseu, viu que seu senhor não quis receber presente algum de Naamã, general da Síria que ficou purificado de sua lepra, correu atrás dele e inventou uma história. De acordo com aquele servo, havia surgido uma dificuldade e, por isso, o homem de Deus mandara pedir uma ajuda a Naamã. Quando Eliseu inquiriu seu servo acerca do que ele havia feito, a resposta foi que nada fizera. Em seguida, o profeta o desmascarou, e Geazi ficou leproso! O Senhor tudo vê (2 Rs 5.19-27)!

Por que enganar ou fazer qualquer outro ato errado, se vivemos em Deus, e tudo é feito nEle? Porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos, como também alguns dos vossos poetas disseram: Pois somos também sua geração (At 17.28). Só peça o que é bom, a fim de não ser envergonhado e condenado às trevas eternas. Seja sábio e viva!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares