09/02/2021 - O MAIOR EM NÓS

Filhinhos, sois de Deus e já os tendes vencido, porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo.

1 João 4.4

Que afirmação! O tratamento é de um pai que ama a sua criancinha, tem prazer nela e, por isso, trata-a com amor. Quando nos convertemos, cumprimos a Palavra de Jesus: E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no Reino dos céus (Mt 18.3). Ele sabe o que diz e nos trata carinhosamente ao nos chamar de filhinhos. Isso é bom demais!

Quem é de Deus jamais será vencido pelo maligno, porque o Senhor o guarda de todo mal, mas isso não significa que os Seus amados filhos não serão tentados. O Pai celeste deseja vê-los crescer até atingirem a estatura de Cristo, por isso concedeu para a Sua Igreja dons ministeriais: E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo (Ef 4.11,12). Perceba a responsabilidade de quem exerce esses dons!

No Inferno, a batalha travada por Jesus contra Satanás e seus demônios ocorreu em nosso favor. Ali, o Senhor os aniquilou de uma vez e para sempre. Portanto, derrotamos o diabo em Cristo e não precisamos mais lutar com ele: E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo (Cl 2.15). Toda vez que o maligno vier nos atacar, lembremo-nos de que já o vencemos e, de pronto, devemos repreendê-lo!

Para sermos feitos Seus filhos, Deus entregou Seu Filho unigênito para ir à cruz no Calvário em nosso lugar, para sofrer nossos pecados e morrer. Depois, Jesus Se dirigiu ao mundo dos mortos, mas não experimentou a corrupção. Ao vencer as trevas, Ele foi vivificado, reunido ao Pai de novo, e nós fomos com Ele naquela mesma hora. Jesus ressuscitou, e nós também ressuscitamos com Ele e estamos assentados nEle (Ef 2.6). Quanta glória!

Como ter o Senhor habitando em nós? Essa é uma boa pergunta, para a qual todos gostariam de saber a resposta. Ora, mas ela nos foi dada pelos lábios de Cristo, ao declarar: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada (Jo 14.23). A receita é imutável e funciona para quem se dedicar a amá-Lo: ter e guardar os Seus mandamentos!  

Não há palavras para descrever o Senhor, além desta: maior. Ele é mais do que a mente humana pode imaginar, mais do que precisamos e é mais do que suficiente para derrotar as investidas do diabo contra qualquer um dos filhinhos amados do Seu regaço. Cuidado, porque é nesse ponto que o inimigo consegue derrotar os filhos amados, fazendo-os relaxar no amor divino. O Pai ama a quem O ama!

Por que não vivermos nas promessas do Senhor, se nada temos a perder, só a ganhar? Saber que Satanás não pode mais nos derrotar nos dá segurança. Com Deus, ninguém acordará nas trevas eternas. O Pai celestial ajudará Seus servos quando necessitarem. Assim, desfrutarão da vida abundante trazida por Jesus (Jo 10.10).

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares