20/02/2021 - O PREÇO DE NÃO CONSULTAR A DEUS

Então, Jacó temeu muito e angustiou-se; e repartiu em dois bandos o povo que com ele estava, e as ovelhas, e as vacas, e os camelos.

Gênesis 32.7

É extremamente doloroso para nós, servos de Deus, sabermos que há pessoas usadas pelo reino da maldade para nos seduzir e nos fazer sofrer. A decepção invade o nosso coração diante de vários procedimentos maus, pois temos consciência de que não motivamos tais ações. Por sermos simples como as pombas, padecemos devido à sagacidade de alguns que se assemelham mais às serpentes do que aos cristãos. Não tire os olhos do Bem!

Jacó tinha a promessa divina, ouviu Deus lhe falar inúmeras vezes e teve experiências que moldaram o seu caráter, mas, agora, tudo parecia desmoronar. Será que o Senhor havia abandonado aquele que foi injustiçado por ser o escolhido? Não! Isso jamais ocorrerá com quem tem a chamada divina. No entanto, essa pessoa deve se preparar para passar por momentos raros, nos quais verá a maldade no coração de quem nunca conheceu o amor. Deus é fiel!

Ao ouvir que Esaú estava a caminho para cumprir sua diabólica promessa, um misto de dor e confusão encheu o coração de Jacó, que temeu bastante. O consolo dos servos do Altíssimo é mencionado nas Escrituras: E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições. [...] Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido (2 Tm 3.12-14). Triste é saber que há maldade em muitos que nos abraçam e bebem da revelação e unção que nos são dadas, mas isso faz parte das lições!

O sorriso confiante de Jacó deu lugar a uma angústia jamais vista ou sentida por ele. Entretanto, alguma coisa tinha de ser feita, e, de novo, ele agiu segundo o próprio coração, e não conforme a orientação celestial. Ora, se ele ouvira de Deus que, ao voltar para sua terra, seria guardado do mal, por que ficou aflito? Isso prova que o servo de Deus é humano como qualquer outro que enfrenta situações adversas.

A atitude de alguém diante da dificuldade, da má notícia ou de um acidente faz o inimigo perder ou ganhar a batalha. Não podemos ter medo de nada; afinal, o justo deve ser intrépido como o leão (Pv 28.1 – ARA). Se estivermos confiantes na dificuldade, o diabo perde a capacidade de cumprir a sua ameaça; porém, o contrário também é verdadeiro. O medroso troca o senhorio de Jesus pelo domínio do diabo.

Portanto, fique firme diante do mal, que parece ter a capacidade de oprimi-lo, e não deixe a mentira do demônio vencer você. Quem crê no Senhor nunca teme intimidações, como: “Você está destruído”. Lembre-se da Palavra: Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá (Jo 11.25). Creia em Cristo, mesmo tudo provando o contrário!

O medo faz as pessoas se angustiarem e se separarem de Quem disse: Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância (Jo 10.10b). Portanto, recuse qualquer alternativa, porque você já conhece a Luz verdadeira que alumia todos. Seja inabalável na sua fé e grite a vitória em o Nome do Salvador bendito. Ele está ao seu lado. Amém?

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares