26/03/2021 - A VOZ DO ARREPENDIMENTO

E sucedeu que, falando o Anjo do Senhor estas palavras a todos os filhos de Israel, o povo levantou a sua voz e chorou.  

Juízes 2.4

Que reunião! O Anjo do Senhor era o mesmo que havia guiado os primeiros passos de Abraão em sua procura pelo Deus verdadeiro, o qual andou com ele durante a peregrinação em busca da cidade cujo Artífice era o próprio Criador. Tal ser espiritual também o livrou de situações vergonhosas e más, como quando Faraó e Abimeleque quiseram tomar Sara (Gn 12.10-20; 20.1-18). Isso tudo mostrou ao patriarca que Deus é o Amigo fiel.

O Anjo lembrou que a promessa era de que nunca seria invalidado o concerto do Senhor com os israelitas. No entanto, eles não cumpriram a parte deles de nunca fazerem aliança com os moradores de Canaã, a Terra Prometida ao povo de Deus. Esse erro foi grave, a ponto de o Anjo afirmar que não mais expeliria aquelas pessoas de lá e elas seriam como espinhos nas costas dos israelitas. Dói muito descumprir a pacto com o Todo-Poderoso!

Por que realizamos ações semelhantes, se somos avisados de que precisamos nos desviar do mal? (Pv 16.17). Ora, colhemos o que plantamos, mas temos ignorado essa verdade. Se nos esforçarmos para andar com Deus, jamais teremos sérios problemas. Se Lhe dermos ouvidos, comeremos o melhor do Reino dos Céus (Is 1.19). Porém, temos ficado com o pior: a produção do homem. É hora de voltarmos às raízes e recomeçarmos a caminhar com o Altíssimo.

Quando o Anjo lhes apontou o erro, eles caíram em si e choraram. O choro é sinal de arrependimento, o qual nos conduz aos braços do santíssimo Deus. Por que se deixar levar pelas tentações, se o futuro desse ato é a separação eterna do Criador? O que ganharemos? A amarga separação de quem é a Fonte da boa vida que nos está prometida para todo o sempre. Volte para casa agora mesmo!

O que aconteceu aos israelitas no passado sucederá com os rebeldes. Pense bem, podemos ser o que Ele planejou e não catadores de migalhas. Adoni-Bezeque não é o nosso Senhor; esse rei é a personificação do diabo (Jz 1.5-7). Quem tem ido pela estrada da desobediência já recebe o justo tratamento, sem respostas do poder de Deus!

Verdadeiramente, as misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos (Lm 3.22,23). O salvo deve viver perto do Único que é bom e o ama de fato. As coisas ruins que pairam sobre nós demonstram que saímos do caminho do bem, por onde o imundo jamais passa (Is 35.8). Infelizmente, temos dado abertura para o maligno entrar em nosso território e contaminá-lo. Pai, clamamos por misericórdia!

O Anjo veio para fazê-los ver o erro que cometiam e sair daquela vereda errada. Do mesmo modo, o Senhor tem nos feito enxergar que muitas das nossas decisões estão fora da vontade dEle. Por isso, é fundamental retornarmos aos Seus braços poderosos e nos libertarmos dos laços de Satanás!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares