10/06/2021 - A IMPRESCINDÍVEL COOPERAÇÃO DO SENHOR

E atrairei a ti para o ribeiro de Quisom a Sísera, capitão do exército de Jabim, com os seus carros e com a sua multidão, e o darei na tua mão.

Juízes 4.7

Débora recebeu a revelação da estratégia completa do Senhor para derrotar o perverso Jabim, rei de Canaã. Por isso, ela se indignou com a atitude medrosa de Baraque e mandou chamá-lo. Porém, viu que o assunto era delicado, pois ele era o homem certo para executar aquela obra. Ao ver que o seu coração estava receoso, ela lhe contou todo o plano que, por certo, ele já sabia (Jz 4.4-6). O servo escolhido só tinha uma opção: crer. Se não o fizesse, perderia sua grande recompensa.

Quanto a Jabim, ele poderia ter meditado naquilo que Deus fizera para tirar Israel do Egito e proposto a paz com Israel. No entanto, não se dobrou ante a vontade divina e foi derrotado. Ainda hoje, lutas iguais acontecem por toda a Terra, e, infelizmente, muitos pagarão com a perdição eterna de suas almas. O orgulho não os deixa se dobrarem diante do Criador do Universo e de suas vidas. Pobres almas!

Certamente, Deus insistiu falando ao coração de Jabim e mostrando-lhe o quanto errara ao oprimir o povo da Aliança. Seu desejo de obter lucros fáceis e ser chamado de senhor e maioral pelos demais monarcas o levou a agir conforme o desejo do diabo. Por que muitas pessoas nunca se dobrarão ante a Verdade e se queimarão eternamente no lago de fogo e enxofre? Isso não é brincadeira ou falsa ameaça, e sim a revelação do estado perdido da humanidade. Ore!

A misericórdia divina foi a causa de ele não ter sido destruído, mas, como estava firme no louco propósito de envergonhar o Senhor, não quis reconhecer a Sua soberania. Veio a hora em que não tinha mais nada para se defender e caiu. O suplício eterno espera aqueles que querem o enfrentamento com Deus. Sem dúvida, estes precisam de quem tem o ministério da intercessão, pois já caminham rumo ao sofrimento eterno. Piedade!

Durante séculos, pelo mundo, o maligno tem levado pessoas a irem além do que deveriam, tomando decisões iguais às do rei de Canaã. Mas, quando esgotar a paciência do Senhor e Ele der um basta, elas se desesperarão pelo fato de terem confiado no vento, em coisas inúteis, e concluirão que agiram erradamente. Examine-se agora e veja como tem sido o seu procedimento. Volte-se para o Senhor, e Ele lhe perdoará (Is 55.7).

O plano do Altíssimo era bom e perfeito em todos os sentidos. Com pouco esforço, Baraque e os dez mil homens que seguiram a pé, a fim de enfrentar os 900 carros e o grande exército de Sísera, provaram que só o Senhor é Deus. Tais carros foram arrastados pelas águas do ribeiro de Quisom. Assim acabou a força daquele governante que ria da fome e da vergonha que causou a Israel. Ao verem o socorro divino, os israelitas perseguiram os cananeus e os venceram.

Por que andar na maldade e usar artifícios para tirar dinheiro de alguém e, muitas vezes da obra de Deus, que só faz o bem a todos? Isso não acabará bem! Deixe o Senhor usar você e verá que o inimigo não é nada diante da grandeza divina. O Altíssimo só precisa usar um pouco do Seu dedo mínimo para mostrar Quem é. Renda-se a Ele agora!  

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares