11/06/2021 - TRISTE DECLARAÇÃO

Então, lhe disse Baraque: Se fores comigo, irei; porém, se não fores comigo, não irei.

Juízes 4.8

Verdadeiramente, as misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos! (Lm 3.22). Ao ouvir a declaração de Baraque, o qual fora treinado e chamado para comandar a guerra contra o rei Jabim, Deus poderia tê-lo fulminado no ato. Pode ser que ele não tenha sido mau, mas não se sentia bem preparado para vencer aquela peleja. Anos antes, Israel só conseguiu derrotar os amalequitas, porque Moisés apoiara suas mãos em Arão e Hur (Êx 17.12).

Aparentemente, nas palavras de Baraque, havia material suficiente para ele ter sido desprezado naquele momento. No entanto, como o Altíssimo é compassivo, fez Débora aceitar o pedido de Baraque e partir para a batalha com ele. É interessante notar que nenhum artifício foi usado por ela para evitar o front; nunca disse que não lhe era apropriado, por ser esposa de Lapidote, nem que guerra não é para mulheres. Somos todos iguais!

Antes de responder ao que lhe foi perguntado, é bom buscar a orientação divina nas Escrituras. Apesar de terem sido escritas há anos, elas contêm aquilo de que precisaremos até o nosso último dia na Terra (Sl 119.103; 2 Tm 3.16,17). Cada caso é um caso e deve ser tratado separadamente. Não dirigimos a Igreja; então, deixemos que Deus nos diga como agir em todos os assuntos. Jamais faça o que o seu coração mandar, pois ele não é bom (Jr 17.9).

Impor condições para cumprir as ordens de Deus tem de estar fora de questão. Embora o adversário esteja bem armado, quem recebe a incumbência de fazer algo na obra divina deve crer que está mais preparado do que o maior exército do mundo (Is 54.17). Sendo chamado para qualquer missão, considere-se equipado, inicie a luta e permaneça submisso ao Senhor. Assim, você sairá vitorioso.

Mais ou menos 500 anos depois, o profeta Isaías fez uma declaração que selou de uma vez esse assunto: Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te esforço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça (Is 41.10). Portanto, não importa onde e quando; se for convocado, atenda, pois um servo do Altíssimo nunca será deixado sozinho. O Senhor estará ao lado dele para guardá-lo e usá-lo!

Baraque foi sincero ao dizer que não iria sem a companhia de Débora, e ela entendeu o que se passava no coração dele, garantindo-lhe que iria com ele. Ela foi a primeira e única juíza em Israel, a primeira profetisa, bem como a primeira comandante do exército de Israel. Jamais devemos condicionar a nossa obediência à presença de alguém. Afinal, agora, o Livro de Deus está completo, contendo inúmeras promessas para Seu povo. Vigie, ore e creia!

A guerra era do Senhor, e os personagens que participariam dela ao lado dEle eram somente servos que Lhe obedeciam. Nem todos foram para o combate, mas para Deus isso não era importante, porque Ele derrotaria os inimigos. Séculos depois, o rei Asa, ao ver que Zerá tinha o dobro de soldados do que ele, rogou pela ajuda divina (2 Cr 14.11). Clame!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares