14/10/2021 - DESDE OS ANTEPASSADOS

Dou graças a Deus, a quem, desde os meus antepassados, sirvo com uma consciência pura, porque sem cessar faço memória de ti nas minhas orações, noite e dia.

2 Timóteo 1.3

Servir a Deus é o maior privilégio que o cristão pode ter. Isso confere a ele uma posição de intrepidez para ser usado pelo Altíssimo na feitura da Sua obra. Na eternidade, ele haverá de ser recompensado até por um copo de água fria – um simples recado da Palavra – que deu a um dos Seus discípulos (Mt 10.42). Aos olhos de Deus, por menor que seja, nada passa sem Sua atenção e sem a Sua recompensa. Sem dúvida, Ele vê tudo e retribui (Mt 16.27).

Paulo dava graças pela fé dos seus antepassados no Senhor. A herança da fé pura em Deus é a melhor da vida. Com ela, temos poder para nos livrarmos de tremendas e perigosas encrencas. Essa capacidade está em nós, por isso não temos de suportar nenhuma adversidade. As situações ruins são dardos do inimigo tentando nos afastar da comunhão com o Céu. Nunca devemos nos esquecer da orientação: Vigiai e orai [...] (Mc 14.38)

Bom é servir ao Todo-Poderoso com a consciência limpa, e não com problemas insolúveis, que serão deixados para o Dia do Juízo, quando não haverá amor, misericórdia nem perdão. O Altíssimo advertiu sobre isso: Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão (Mt 5.25). Seja sábio!

Paulo dava graças por não ter feito nada que o atrapalhasse a respeito de suas atitudes a respeito de alguém, nem ao próprio Timóteo. Essa virtude deve ser procurada enquanto estamos aqui. Além de nos possibilitar viver a plenitude das bênçãos, ela nos capacitará a subir com Cristo no Seu retorno. Portanto, tenha a Palavra de Deus como árbitro em suas ações diante dos ataques do reino das trevas. Lute, ore e viva!

A consciência pura dava ao apóstolo condições de trazer à memória o procedimento daquele a quem considerava seu filho. Ora, teremos algo a aprender com os que o Altíssimo permitir estar ao nosso lado. Somos ensinados por Ele a todo instante, a cada atitude das pessoas e até na maneira de orarem. Ao chamá-lo de filho, Paulo mostrou a felicidade de ter aquele jovem como aluno, que absorvia as lições e, sem saber, transmitia-lhe outras vindas dos Céus.

Timóteo, provavelmente, desconhecia que fora colocado não apenas para aprender com Paulo, mas também para ensinar a ele. Sem cessar, o apóstolo fazia menção do discípulo em suas orações. Isso nos mostra que ele pensava em Timóteo e nas suas decisões em relação a tudo. Quão bom seria se prestássemos atenção às coisas mostradas pelos servos do Senhor ao nosso redor. Deus usa muitos para nos instruir, mas nem nos damos conta às vezes.

Tenha uma consciência pura! Jamais armazene coisas ruins para aquele Dia; caso contrário, poderá sair condenado. Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida (Jo 5.24). Sempre sejam alvas as suas vestes (Ec 9.8)!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares