18/02/2022 - PRODUÇÃO MINGUADA

E dez jeiras de vinha não darão mais do que um bato; e um ômer de semente não dará mais do que um efa. 

Isaías 5.10

A falta de água na agricultura diminui em muito a produtividade. Isso também ocorre conosco quando falta a água prometida por Jesus, e o resultado são vidas cheias de tristeza, frustrações e depressão (Jo 4.14). Por que não estamos sempre bem na presença do Altíssimo, uma vez que isso nos alegra e nos faz fortes? Eis a resposta: damos atenção ao diabo. A Bíblia orienta: [...] andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne (Gl 5.16).

Isaías falou que o povo de Judá só estava interessado em anexar casas, herdades e bens, mas isso não dura para sempre. Se observarmos o nosso modo de vida, veremos que nossa oração se resume a pedir isso ou aquilo. Esquecemo-nos dos preciosos ensinamentos do Mestre, o qual disse: Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas (Mt 6.33). Como são as suas orações a Deus? Você busca o Reino dEle?

Quase sempre, oramos motivados pelas inquietações e não pela fé, e isso é pecado (Rm 14.23). Pecamos por não observarmos as Escrituras, e desse pecado não temos nos arrependido. O Senhor declarou: Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal (Mt 6.34). Temos de atender às ordens divinas. Ora, o Mestre ensinou algo sem valor? Certamente não. Então, creia!

As uvas boas que Jesus esperava ser a nossa produção não vieram; no lugar delas, vieram as bravas. Alguma vez você orou pedindo perdão pelo insucesso na sua vida espiritual? O Senhor havia feito o melhor para a Sua vinha (Is 5.4), mas nem pensamos nas bênçãos recebidas e ainda reclamamos de não termos sido aperfeiçoados. Fazemos uma confusão vergonhosa em nossas petições! Bom é reconhecermos o que já nos foi dado e jamais desperdiçar isso.

A falta de aproveitamento do que Deus deu à Sua Igreja – que somos nós – O fez tirar a cerca do fogo protetor ao nosso redor (Is 5.5; Zc 2.5). Ora, sem isso, os demônios se sentem livres para nos tentar de todos os modos, e nós, como patinhos, caímos nas mentiras deles. O escritor de Provérbios declarou: Ó preguiçoso, até quando ficarás deitado? Quando te levantarás do teu sono? (Pv 6.9). Desperte e coma do melhor!

A Palavra afirma que o nosso modo insolente de viver é a causa da nossa miséria: Um pouco de sono, um pouco tosquenejando, um pouco encruzando as mãos, para estar deitado, assim te sobrevirá a tua pobreza como um ladrão, e a tua necessidade, como um homem armado (Pv 6.10,11). Mas, quando um filho de Deus decide saber por que é tão afligido pelos problemas e males, descobre a causa e toma a atitude correta, que o fará prosperar.

Você se lembra de que a vinha foi edificada em um outeiro fértil (Is 5.1)? Porém, a preguiça a impediu de dar o bom resultado. Então, dez jeiras de vinha (quase três hectares) não darão mais que um bato (21 litros de suco); um ômer (2 litros) de semente não dará mais do que um efa (17 litros). Mudaremos esse quadro, convertendo-nos de fato e confirmando nossos irmãos (Lc 22.32).

Em Cristo, com amor.

R. R. Soares