07/03/2022 - UMA OBRA DE DEUS

E ponho as minhas palavras na tua boca e te cubro com a sombra da minha mão, para plantar os céus, e para fundar a terra, e para dizer a Sião: Tu és o meu povo. 

Isaías 51.16

O que Deus promete fazer em nosso favor é o necessário para vencermos as lutas e dedicarmos a Ele o justo louvor. O Senhor declara na primeira parte do versículo: E ponho as minhas palavras na tua boca. Do que mais precisamos, se a Palavra proferida por Ele não volta vazia? (Is 55.11). Agora, é preciso deixá-Lo reinar em nós e na igreja. As Escrituras afirmam: E a lua se envergonhará, e o sol se confundirá quando o SENHOR dos Exércitos reinar no monte Sião e em Jerusalém; e, então, perante os seus anciãos haverá glória (Is 24.23).

Dentre tudo o que Deus fez ao salvar você, encontra-se o que Isaías entendeu e falou: E fez a minha boca como uma espada aguda, e, com a sombra da sua mão, me cobriu, e me pôs como uma flecha limpa, e me escondeu na sua aljava (Is 49.2). Ora, somos ministros do Novo Testamento e, por isso, temos de abrir a boca e entregar o recado tal qual o Pai colocou no Livro Santo (2 Co 3.6). Ele espera mais de nós. Obedeçamos!

É bom quando nos alegramos com as revelações divinas. Porém, não podemos nos esquecer de que daremos conta do que fizermos ou deixarmos de fazer com as orientações bíblicas: O Senhor JEOVÁ me deu uma língua erudita, para que eu saiba dizer, a seu tempo, uma boa palavra ao que está cansado. Ele desperta-me todas as manhãs, desperta-me o ouvido para que ouça como aqueles que aprendem (Is 50.4). Sejamos essas pessoas!

O Senhor não tem outro povo que faça a Sua tremenda obra, apenas aqueles que Ele chamou para fazerem parte do Corpo de Cristo. Então, devemos nos santificar e consagrar para cumprirmos tal missão. Os anjos não podem fazer a obra de Deus, porque essa é a nossa obrigação. Paulo disse: Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim se não anunciar o evangelho! (1 Co 9.16).

Deus nos convocou para o Seu Reino e nos concedeu uma gloriosa tarefa: anunciar a Boa Notícia, fazendo o que for preciso para ela ser executada. Olha, ponho-te neste dia sobre as nações e sobre os reinos, para arrancares, e para derribares, e para destruíres, e para arruinares; e também para edificares e para plantares (Jr 1.10). Permita ser usado pelo Altíssimo, sendo frutífero nas suas ações (Mc 4.19).

Esforce-se e jamais deixe o inimigo roubar de você a responsabilidade que lhe foi dada, ao ouvir do Pai a sua chamada. Quem for negligente terá de prestar contas daquilo que deixou de cumprir. O Senhor diz: De todos os filhos que teve, nenhum há que a guie mansamente; e, de todos os filhos que criou, nenhum que a tome pela mão (Is 51.18). Que isso nunca seja dito sobre nós, e sim que obedecemos a Deus em tudo.

Quem ama o Senhor não se sujeita a nenhuma organização que se diz cristã, mas nega o significado da expressão: igual a Cristo. A Palavra afirma: Retirai-vos, retirai-vos, saí daí, não toqueis coisa imunda; saí do meio dela, purificai-vos, vós que levais os utensílios do SENHOR (Is 52.11). Fuja de quem acrescenta ou subtrai algo das Escrituras (Ap 22.18,19).

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares