29/03/2022 - QUANDO O CASTIGO CHEGA

O seu rugido será como o do leão; rugirão como filhos de leão; sim, rugirão, e arrebatarão a presa, e a levarão, e não haverá quem a livre.

Isaías 5.29

Dá para entrar em desespero só em tomar conhecimento do que Isaías diz sobre o rugido dos babilônicos ao atacarem Judá. Nem de brincadeira queira se afastar de Deus, pois o barulho dos demônios é aterrorizante. Sem poder vê-los, você sentirá quão perto eles estão. Ao som do bramido deles, além de ficar todo arrepiado, você se apavorará diante de tal ataque contra a sua vida. Mas saiba que isso não importa para os salvos (1 Jo 5.18)

Não havia exemplo melhor para o profeta usar, em relação aos soldados da Babilônia, do que o bramir de leões. Quando as pessoas que vivem em regiões onde há leões escutam o barulho que esses animais fazem, logo correm ou se escondem, porque, se ficarem na presença deles, serão devoradas. Os cristãos têm de agir do mesmo modo. Quem foi usado pelos maus espíritos não estará mais por aqui (1 Pe 5.8).

O bramir deles é como o dos leões, os quais avisam que chegaram para arrumar comida, e a pessoa com juízo foge deles. Já os desajuizados ficam para ver se a tentação e a inclinação da conversa de alguém são de fato assim. Ora, quem quer ver verá e pagará a conta do prejuízo. O diabo não brinca em serviço. Se você foi vítima desse modo de agir do tentador, trate logo de se acertar com o Pai, porque está em perigo!

Quem vive na presença do Senhor jamais se importa com o que o inimigo usa para amedrontá-lo. Afinal, sabe que está em Cristo, e Jesus está nele. Logo, nenhuma arma do Inferno funcionará contra a vida dele (Is 54.17). É um privilégio viver no mundo sem ser tocado pelo mal. O maligno faz o que bem entende com quem não crê em Jesus. Aqueles que se desviaram da fé também se igualam aos ímpios, mas quem está refugiado em Cristo jamais se dobrará ao mal! 

A profecia garantia que os babilônios rugiriam como filhos de leão, arrebatariam a presa e a levariam. Que tristeza! Ninguém pode barrar esse tipo de ataque, a não ser o poder de Deus, quando se pertence ao Seu Reino. Quem não tem o nome escrito no Céu não é capaz de vencer o diabo: Mas não vos alegreis porque se vos sujeitem os espíritos; alegrai-vos, antes, por estar o vosso nome escrito nos céus (Lc 10.20).

Hoje, a história é diferente. Jesus derrotou Satanás e deu poder aos Seus servos sobre o inimigo (Lc 10.19). Então, quando o convertido se levanta contra o perverso, que o aflige ou lança sofrimentos na vida de seus entes queridos, ele declara guerra ao maligno e o vence na mesma hora. Seja sensato, entregando a sua vida a Jesus! Assim, você decidirá qualquer situação que o incomoda.

Agora, você sabe a verdade. O que fará? Adiará o momento da sua libertação, sem dar a Deus a glória de tê-lo recriado em Cristo? Ora, os que nascem de novo tornam-se novas criaturas, as coisas velhas passam, e tudo se faz novo. Por que viver oprimido pelo inimigo, se você pode viver como autoridade sobre ele e todos os demônios? Somos salvos de fato!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares