20/04/2022 - CONFIE SOMENTE NO SENHOR

Porque a força de Faraó se vos tornará em vergonha, e a confiança na sombra do Egito, em confusão.

Isaías 30.3

Pobre de quem confia em qualquer pessoa, entidade espiritual ou naqueles que se dizem fortes o bastante para ajudá-lo. Assim como Judá confiou no Egito, o Senhor garante que de nada valeriam os esforços que empreendia convencendo aquele reino a ajudá-lo. Só Deus pode nos guardar, se vivermos a Sua Palavra (Sl 91). Porém, como nem sempre somos fiéis, por vezes buscamos ajuda em fontes duvidosas ou ruins (Jr 2.13).

O Egito era um dos maiores países do mundo, mas, segundo a profecia, aquilo passaria, algo visto desde então. Voltar a essa nação com o intuito de se esconder não era prudente, pois, no passado, Jacó e seus filhos aceitaram viver na terra de Gósen. José, um de seus filhos, foi usado para a preservação da vida daquele povo e do mundo conhecido na época (leia Gênesis, capítulo 41). Entretanto, logo após aquele Faraó morrer, os reis seguintes se viraram contra os israelitas (Êx 1.8ss).

Por que os filhos de Jacó deixariam de confiar no Senhor, que os libertou com mão forte daquele país escravizador? Deus poderia libertá-los de novo, afastando o diabo da presença deles? Por que algumas pessoas vão ao submundo espiritual em busca de conselho de espíritos? As forças das trevas são perniciosas, por isso, se lhes dessem algum auxílio, cobrariam um preço bem alto. 

Ainda não tinha ocorrido a batalha de Carquemis, quando o Faraó Neco foi derrotado. No entanto, o rei Josias se encheu de vaidade e o enfrentou no vale de Megido, causando grande prejuízo às suas tropas e sendo morto pelo próprio Neco em uma batalha que nem era de Josias (2 Rs 23.29). Temos de lutar contra o mal, que somente pode ser vencido por quem vive na presença de Deus e é cheio do Espírito Santo (Lc 10.19)!

O rei Davi foi vitorioso porque declarou somente confiar no Senhor, e isso serviria de lição para quem assumisse o trono de Israel mais tarde. Porém, todos eles se deixaram levar pela tentação de que podiam, sozinhos, travar as guerras santas do Onipotente. Os homens que servem a Ele, mas se desviam da Palavra, devem ter isso como lições para jamais se afastarem do Altíssimo. Ele é a nossa Segurança!

Os israelitas precisavam tão somente se arrepender de seus adultérios espirituais; assim, Deus os protegeria para sempre. Da mesma forma, temos adulterado com a ideia de pessoas que não compreendem a responsabilidade de fazer a obra divina. Nunca deixe o diabo e seus demônios usarem alguém para convencê-lo de algo que você não entende, daquilo que Deus não lhe revelou. Assimile o que Ele fala e resista à tentação, porque, desse modo, o Pai será com você.

Eles não ouviram ao Todo-Poderoso e optaram por confiar no fraco Egito, país incapaz de sequer proteger a si mesmo. Deus colocou a revelação na boca de Neco, que aconselhou Josias a não atrapalhá-lo, mas, como esse rei não obedeceu ao Senhor, teve uma morte prematura (2 Cr 35.20-23). Cuidado para não tomar decisões do seu fraco coração em vez de acatar as que vierem de Deus!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares