27/06/2022 - TUDO PASSOU A SER DELES

E toda a sua fazenda, e todos os seus meninos, e as suas mulheres levaram presos e despojaram-nos de tudo o que havia em casa. 

Gênesis 34.29

O despojo que os filhos de Jacó levaram foi muito grande. Além dos animais existentes nos pastos e estábulos, também havia a colheita. Eles não tomaram somente as coisas materiais, mas também as pessoas, meninos e mulheres, e tudo o que havia em suas casas. Esse era o costume da época quando se venciam os inimigos. Ali não restou homem algum. Essa era a vida!

Quando os quatro reis – Anrafel, de Sinar; Arioque, de Elasar; Quedorlaomer, de Elão, e Tidal, de Goim – pelejaram contra Sodoma e Gomorra e as cidades-estados daquela região e as venceram, eles tomaram toda a fazenda e todo o mantimento, levando Ló como prisioneiro, sobrinho de Abraão, bem como a sua riqueza. Mas um que escapara contou a Abraão o sucedido, e este foi lutar contra aqueles monarcas (Gn 14.8-14).

Nessa luta de Abraão, há algumas lições preciosas e belas para o nosso crescimento espiritual. Ele armou 318 servos de sua casa e perseguiu aqueles oponentes até Dã. O patriarca e seus criados se dividiram contra eles de noite, feriram-nos e os perseguiram até Hobá, na entrada de Damasco. Ele trouxe todos os pertences, bem como Ló e seus bens. Foi uma batalha intensa, mas o Senhor o ajudou.

Então, o monarca de Sodoma saiu ao encontro de Abraão, e Melquisedeque, rei de Salém e também sacerdote do Altíssimo, trouxe-lhe pão e vinho e o abençoou, dizendo que era bendito de Deus, que lhe entregara os inimigos em suas mãos. O patriarca deu a Melquisedeque o dízimo de tudo. Já o rei de Sodoma pediu que Abraão lhe desse só as almas e ficasse com o despojo, mas ele não aceitou (Gn 14.17-24)!

Abraão explicou por que não receberia nada das mãos do rei de Sodoma, dizendo que ele levantara a mão ao Altíssimo e não tomaria sequer um fio até uma correia de sapato, para que ele não dissesse que havia enriquecido Abraão. Somente os confederados poderiam tomar a parte deles. No caso de Siquém, os filhos de Jacó não tinham nenhum confederado, por isso levaram tudo: as viúvas, seus filhos e servos, bem como as riquezas!

Nem sempre a vida dos servos de Deus é um “mar de rosas”, mas, com a ajuda do Céu, eles conseguem vencer as batalhas. Os exemplos nos ensinam a lutar, como disse Paulo: Porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais (Ef  6.12).

Com a abundância de exemplos encontrados na Bíblia, podemos e devemos lutar com a força do Nome do Senhor e a unção do Santo Espírito que repousa sobre nós, e só voltar depois de termos vencido a guerra. Onde o diabo luta contra você? Seja bravo, jamais recue, e sim parta para obter êxito. Creia e lute!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares