30/07/2022 - NÃO HÁ COISA MELHOR

Já tenho conhecido que não há coisa melhor para eles do que se alegrarem e fazerem bem na sua vida.  

Eclesiastes 3.12

A natureza humana foi corrompida pelo pecado de Adão, não havendo nenhuma parte livre dessa contaminação. Por isso, é necessário nascer de novo, como Jesus disse (Jo 3.3). O Evangelho oferece benefícios para o homem, e um deles, de grande importância, é o fato de o nosso espírito ser refeito. Com isso, somos livres da condenação eterna e podemos ser usados como seríamos antes da queda.

Se deixarmos de observar direito, mesmo tendo nascido de novo, o inimigo, cuja obra é tirar-nos da presença do Senhor, fará com que saiamos da graça e a nossa alma volte ao patamar de antes da salvação. Isso serve de alerta para quem quer manter-se salvo. Se não vigiarmos acerca do que a Palavra diz que somos, o diabo há de nos tragar: Sede sóbrios, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar (1 Pe 5.8). A orientação do Céu é resistir ao maligno!

No versículo estudado, é dito que nada é melhor para o ser humano do que se alegrar e fazer bem na sua vida. Um grande erro é visto nas pessoas abençoadas financeiramente. Elas logo passam a regozijar com as coisas do mundo, em vez de procurar a alegria do Senhor, a qual é a nossa força para não dar ao diabo a chance de nos possuir de novo (Ne 8.10). A falsa satisfação é uma traiçoeira mortal!

A única maneira de nos mantermos inabaláveis diante das piores tentações é quando o nosso entendimento é iluminado pela Palavra. Nessa obra, Deus nos concede o poder para resistir ao diabo, e este fugir de nós (Tg 4.7). Devemos pedir e buscar a alegria do Alto. Isso porque ela nos revestirá de autoridade para ficarmos firmes diante do mal.

O segredo é ter prazer em fazer o bem, como ocorreu com o nosso Salvador: Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele (At 10.38). Aqueles que perseveram nesse propósito são recompensados como o Pai deseja. Salomão não entendeu isso, e, no final da sua vida, foi para longe da bênção recebida!

Procurar a alegria terrena é envolver-se com o inimigo. Assim somos avisados por Deus: Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele (1 Jo 2.15). A receita é simples, e o benefício é de quem pede e recebe o juízo necessário para permanecer fiel até a morte. Os fracos de fé acham que podem realizar algumas coisas da manhosa carne, porque isso não os prejudicará. Ledo engano!

A promessa foi feita a Davi, repetida a Salomão, mas, no final de seus dias, ele não seguiu a orientação do Altíssimo: E estabelecerei o seu reino para sempre, se perseverar em cumprir os meus mandamentos e os meus juízos, como até ao dia de hoje (1 Cr 28.7). Então, o reino dele foi dividido. Sinta-se avisado pelo Senhor, para não cair!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares