22/09/2022 - ACABOU A VACILAÇÃO

Não deixará vacilar o teu pé; aquele que te guarda não tosquenejará.

Salmo 121.3

Vamos crer nessa afirmação que o Espírito Santo fez por intermédio do salmista. Em outras palavras, nossas determinações, dadas em Nome de Jesus sobre o que aprendemos na Sua Palavra, serão confirmadas pelo poder recebido ao crermos nEle (Mc 11.23). Prepare-se para assumir o que a Escritura declara ser nosso. É hora de ser curado!

Deus não ficaria silente sobre esse assunto. Se Ele não tivesse nos orientado acerca do que fazer na oração, vacilaríamos e deixaríamos de crer devidamente. A vacilação é um erro grave dos cristãos. Por esse descuido, permanecem cativos dos males que os atormentam. Não podemos hesitar! Precisamos crer no Senhor e saber que a dúvida nos rouba das operações do Altíssimo (Tg 1.6-8). Ele diz que os nossos pés ficarão firmes!

No versículo em estudo, os pés significam as determinações e posições tomadas diante do que a Palavra revela nos pertencer. Isso significa que, ao nos dar entendimento das Suas promessas, Deus observa o que faremos em o Nome de Jesus. E, ao determinarmos o que nos compete ordenar, o Todo-Poderoso estará conosco, firmando as nossas ações na luta pela nossa herança nEle. Isso basta!

O exemplo de Pedro andando sobre as águas nos ensina a nunca repararmos no vento, pois o apóstolo começou a andar nelas e conseguiu essa proeza por alguns momentos, algo que ninguém fez até hoje. No entanto, como reparou no vento forte e nas ondas revoltas, Pedro começou a afundar (Mt 14.22-32). Quem deixa de olhar para Cristo e mira nas provações perde a oportunidade de fazer a obra como deve. 

Pedro gritou por ajuda. Ao ouvi-lo e perceber que ele estava afundando, o Mestre estendeu a mão e o levantou. A seguir, Jesus o repreendeu por ter duvidado. Não importa a sua caminhada. Desde que você decidiu andar com o Senhor, tudo foi planejado para você se realizar na fé nEle. Portanto, jamais pense em qualquer decisão que possa escandalizar os novos convertidos (Mc 9.42). O seu exemplo deve ser o da obediência, não o da rebeldia.

O apóstolo teria caminhado o quanto quisesse por cima as águas. Da mesma forma, você conseguiria ir aonde Deus lhe ordenou. O diabo se esforçará para tirá-lo da jornada, pois, desse modo, terá a chance de destruir a sua família. Por que andar na contramão, se o Pai lhe deu o poder ao batizá-lo no Santo Espírito? Nunca desista de andar com Ele, pois quem deixar de fazer o que a Palavra diz jamais agradará a Deus. Ande pela fé, e não por sentimentos (2 Co 5.7).

O Senhor não dorme, e sim mantém os olhos sobre você nas 24 horas dos 7 dias da semana. Por isso, você nunca será destruído nem perderá as batalhas. Tome os remos nas mãos e navegue com fé em Jesus – quer o mar esteja quieto, quer agitado. Ele ajuda quem crê no que Ele diz. Seja firme e destemido, pois as mãos de Deus sustentam o mundo. Ele jamais cochila nem por um segundo. Por que vacilar?

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares