01/03/2009 - O PERIGO DE TER OS AMIGOS COMO CABEÇA

Que dirás, quando puser os teus amigos sobre ti como cabeça, se foste tu mesmo que contra ti os ensinaste? Porventura, não te tomarão as dores, como à mulher que está de parto? (Jeremias 13.21).

Como sofrerá aquele que não der ouvidos à Palavra de Deus! Leia todo o capítulo 13 de Jeremias e veja que perigo corre quem faz pouco caso das advertências divinas. A soberba jamais deveria possuir o coração de quem se diz de Deus. Em Sua Palavra, o Senhor não apenas fala sobre luxúria e prostituição, mas também admoesta aqueles os quais fez apegar-se a Ele a Lhe serem por povo, nome, louvor e glória, mas muitos não Lhe dão ouvidos (Jeremias 13.11).

A pior coisa que pode acontecer a um filho de Deus é deixar de ouvir o Senhor e passar a dar atenção ao mundo. Por meio da Palavra, somos advertidos contra as iniquidades e tomamos conhecimento de que toda transgressão ao mandamento divino é pecado. Sabendo disso, não se “modernize” a ponto de viver como os perdidos (Efésios 4.17), pois eles não sentem que erram e, por isso, pagarão um preço muito caro.

Tendo o Senhor como Maioral, ninguém se susteria diante dos escolhidos de Deus; porém, os “amigos” que eles criaram, em pouco tempo, passaram a dirigi-los. O povo de Deus caiu porque se afastou do Senhor, deixou a soberba levá-lo a andar segundo o propósito do seu coração, procurou deuses estranhos e passou a servir-lhes e a se inclinar perante eles. Nessa condição, tornou-se um povo maligno.

Estude o capítulo 13 de Jeremias e avalie se tudo aquilo está ou não ocorrendo com você. O resultado do que estamos examinando na Palavra é que aquele povo desobediente foi para o cativeiro. Para onde irá quem fizer coisas semelhantes ao que ele fez?

Não deixe que nada tire o lugar do Senhor em sua vida. Não crie amigos fora dos limites da Palavra, pois eles possuirão o seu coração e reinarão sobre você. Fuja de tudo o que é condenado por Deus. Cuidado com a luxúria, a prostituição e demais pecados (2 Timóteo 3.2-5). Em Cristo, você irá realizar-se muito mais do que atendendo aos apelos da carne. Saiba que a incontinência tira o entendimento (Oseias 4.11 – ARA); portanto, acaba com a santificação.

O mundo vive na carne e para a carne (Romanos 8.6,7). As pessoas de fora só pensam na satisfação dos apetites carnais (1 Coríntios 2.14). Suas festas, canções, seu modo de vestir e andar, sua maneira de falar e proceder são completamente guiados pelo inimigo. É preciso que os que de lá saíram façam festas santas, comportem-se como filhos da Luz (Lucas 16.8) e dêem testemunho da verdade em todas as suas ações, tanto fora quanto dentro de casa (Filipenses 2.15).

Dê ouvidos a quem o chamou para ser para Ele por povo, nome, louvor e glória.
 
Em Cristo, com amor,

R. R. Soares