17/04/2009 - NÃO DESPREZE NINGUÉM!

Assim também não é vontade de vosso Pai, que está nos céus, que um destes pequeninos se perca (Mateus 18.14).

A vontade de Deus é que todos sejam salvos. Por menor que a pessoa seja, ela não está esquecida do Pai. Cada indivíduo, independente da posição que ocupa ou não na obra, é de suma importância para o Senhor e para nós. Se ele for ensinado a desenvolver o dom que lhe foi dado, poderá ser uma bênção para todos.

Não há ninguém que seja desprezível aos olhos do Senhor. A prova disso foi o fato de Deus ter enviado Seu Filho para morrer por todos, e essa obra empreendida para nossa salvação foi muito complexa e perfeita. Se houvesse na terra apenas uma pessoa, assim mesmo, Jesus teria sido enviado, e o processo de salvação dela seria igual ao que foi realizado por toda a humanidade.

O amor de Deus por nós, independente de qualquer fator, é o mesmo por todos, por isso, não há quem tenha sido preterido pelo Senhor. Os homens costumam discriminar certos indivíduos por causa de raça, cor, posição social, cultura, aparência física ou origem, mas o Altíssimo tem um apreço por todos e deseja que alcancem o pleno conhecimento da Verdade.

Devemos ter maior consideração por aqueles que já provaram a salvação e tratá-los como verdadeiros irmãos em Cristo. Descartar alguém, por qualquer motivo, mesmo que seja considerado justo, é esquecer-se das lições dadas pelo Mestre. Quando Jesus realizou o milagre da multiplicação dos pães e peixes para alimentar a multidão, o que sobrou foi recolhido e guardado, pois nada deveria perder-se (Mateus 14.13-21), quanto mais as pessoas que são exatamente iguais a nós! Não seja um desperdiçador de vidas!

Todos os salvos têm a mesma entrada diante do Senhor e, sem dúvida, possuem um ministério. Por isso, é nosso dever incentivá-los a cumprir, com zelo e dedicação, o que lhes foi dado para realizar. Os dons foram distribuídos como o Senhor quis e, por isso, aquele que se julga sem valor, quem sabe, seja possuidor do dom o qual irá ajudar-nos a sair de uma situação embaraçosa? Muitas vezes, a vida nos ensina que pessoas discriminadas, de quem não se espera nada, são as que salvam aqueles que as desprezam.

Precisamos não somente pregar para os perdidos, mas também ministrar aos santos, pois a oração de um justo pode muito em seus efeitos (Tiago 5.16). Que, a partir de hoje, todos aqueles que fazem parte do Corpo de Cristo recebam de você a devida atenção. Não ame somente os que trazem anéis de ouro nos dedos e diplomas universitários na parede. Que o Senhor nos ajude a não menosprezar a quem Ele tem escolhido!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares