30/07/2009 - NÃO DÊ RAZÃO AO ADVERSÁRIO

“Não me entregues à vontade dos meus adversários, pois se levantaram falsas testemunhas contra mim, e os que respiram crueldade” (Salmo 27.12).

A história do patriarca Jó, de Davi e de tantos outros homens da Bíblia nos revela quão justo é Deus e que, diante de qualquer situação, a saída é guardar os Seus mandamentos, porque, somente nos mantendo separados do pecado, teremos nossas vestes alvas.

O Senhor nunca agirá desonestamente. Por ser a Justiça, Ele não poderá ajudar os Seus se eles agirem erradamente. Aliás, a Palavra de Deus nos faz a seguinte pergunta: Andarão dois juntos, se não estiverem de acordo? (Amós 3.3).

Engana-se completamente quem vive no engano e acredita que, de algum modo, o Altíssimo irá favorecê-lo. Se alguém passar a vida toda fazendo o bem e cumprindo a Palavra integralmente, mas, no final dos seus dias, passar a praticar a transgressão, não terá o Pai ao Seu lado, porque o pecado nos desliga do Senhor e dá a Satanás condições de nos oprimir. Fuja do inimigo!

No passado, Jó deu razão ao diabo e, consequentemente, pagou um preço caro. Aquele patriarca era um homem justo e íntegro, mas, em seu coração, trazia um sentimento de que, apesar de Deus ajudá-lo em tudo – guardando-o, enriquecendo-o e abençoando-o –, ele poderia ser atingido pelo adversário. Ora, esse erro que ele cometia secretamente fez com que o pedido do maligno fosse concedido pelo Senhor. Então, irmão, para que isso não ocorra com você, não dê ao diabo nenhuma chance de reivindicar o direito de tocar em sua vida.

Já Davi, o amado rei de Israel, conhecendo o modo como o adversário conseguia autorização para oprimir o povo de Deus, orou, pedindo que ele não fosse entregue à vontade dos seus oponentes e afirmando que o que diziam era falso. Para alguém declarar isso ao Senhor, é preciso ter certeza de que não se tem submetido às tentações do inimigo, pois, de modo contrário, ele estaria dando forças aos argumentos de Satanás.

A única maneira de não complicar a nossa situação no mundo espiritual é seguir os mandamentos divinos, pois quem o faz se livra de qualquer problema, não cai em tentação e se torna vitorioso em todas as batalhas. O diabo não consegue sustentar as suas falsas acusações contra quem se firma na Verdade eterna: Jesus (João 14.6).

A Bíblia declara que as nossas vestes devem ser alvas sempre (Eclesiastes 9.8). Isso é fácil de conseguir: basta pautar a vida no Altíssimo e tomar as decisões pelo que está escrito em Sua Palavra. Quem A desprezar e, ao mesmo tempo, partir para “fazer por onde”, a fim de obter o favor divino, descobrirá que seus sacrifícios de nada valeram. Por outro lado, aquele que se dedicar ao cumprimento das ordenanças de Deus – tantos as comuns a todos quanto aquelas que Ele concede especificamente a cada um – concluirá que o jugo do Senhor é suave e Seu fardo é leve (Mateus 11.30).

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares