29/01/2010 - QUE TIPO DE TESTEMUNHA VOCÊ É?

QUE TIPO DE TESTEMUNHA VOCÊ É?

“A testemunha verdadeira não mentirá, mas a testemunha falsa se desboca em mentiras” (Provérbios 14.5).

Quer acreditemos ou não, somos testemunhas de Deus. Ele Se dá a conhecer por meio do que falamos ou fazemos. O triste é quando somos testemunhas falsas – não falamos ou não demonstramos Seu divino poder e amor. Somos responsáveis pelas pessoas que são colocadas ao nosso lado. Na verdade, podemos influenciá-las para o bem ou para o mal. Ao falarmos de acordo com os oráculos do Senhor, damos a elas a saída do envolvimento maligno que cobriu toda a humanidade com a queda de Adão. Fazer o bem para todos sem olhar a quem é nossa obrigação.

O egoísta vive para si e não se importa com as demais pessoas. Tudo o que ele quer é ser uma ilha de felicidade, contudo, isso se torna impossível, pois, ainda que acumule bens em grande quantidade, verá que foi pura ilusão. Nós precisamos uns dos outros para viver, perpetuar a espécie e trazer a graça divina para nós mesmos. Somente a testemunha da Verdade consegue viver bem em qualquer situação – só é feliz quem obedece ao Criador.

O Senhor planejou que todos fossem testemunhas verdadeiras. Ele colocou no ser humano a capacidade de realizar em favor da humanidade Sua obra, a qual existe mesmo entre os perdidos, aqueles que nunca ouviram o Evangelho. Se usada, ela redundará em benefício para todos. Zelar pelo bem-estar e pela felicidade das pessoas constitui-se em dever de todos, e, sem dúvida, haverá recompensa para os que cumprirem sua missão.

A testemunha falsa vive declarando que não há solução para a espécie humana e  não se dá ao trabalho de descobrir saídas para as crises. Tudo o que fala é mentira. Ela se deixa convencer pelo inimigo de que fazer as coisas erradas é o meio mais rápido para o sucesso e, depois, quando se vê presa pela sua irresponsabilidade, culpa o Criador. O que fazer com essas pessoas? Orar para que pereçam? Se fizermos isso, estaremos equiparando-nos a elas. A saída é dizer por palavras e pela maneira como vivemos que, no Evangelho, há cura para todos os seus erros e sofrimentos.

Conhecemos as testemunhas verdadeiras e as falsas pela maneira como vivem. Enquanto as verdadeiras são positivas, animosas e contentes, as falsas mentem, vivem emburradas e têm o semblante triste. Aquele que for fiel ao Senhor Deus, cumprindo a missão que recebeu, verá que não será preciso muito esforço para conseguir aquilo de que necessita. O ato de falar a verdade fará com que as forças de Deus o ajudem em tudo. Já os que são falsos se esforçam de todos os modos possíveis, mas nada conseguem.

Que tipo de testemunha você tem sido? Se tem ajudado o inimigo em sua teimosia de acabar com a humanidade e fazê-la sofrer, ainda há tempo para se acertar. O Senhor não mudou o pensamento a seu respeito; Ele quer que você assuma o seu lugar em Cristo e faça o bem a todos e em todos os lugares. Assim, no último dia, verá que seu trabalho não foi em vão, mas o Senhor, pessoalmente, irá entregar-lhe a recompensa eterna pela sua fidelidade.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares