08/04/2010 - O SENHOR É O COMANDANTE

O SENHOR É O COMANDANTE

“E sucedeu, depois da morte de Josué, que os filhos de Israel perguntaram ao SENHOR, dizendo: Quem dentre nós primeiro subirá aos cananeus, para pelejar contra eles?” (Juízes 1.1).

Se a cada passo nosso perguntássemos ao Senhor o que fazer – assim como fez o povo de Israel após a morte de seu líder –, sem dúvida seríamos guiados por Ele e não perderíamos batalha alguma. Meu irmão, as tentações são reais e, por trás de todas elas, está o inimigo, que vem com o propósito de roubar, matar e destruir (João 10.10a). Por isso, devemos vigiar para não deixá-lo se aproximar, porém, infelizmente, temos agido como pessoas que gostam de brincar com o pecado. Ora, temos de dar a devida atenção ao Senhor, o qual nos adverte sobre o que o maligno planeja fazer conosco, ao andar ao nosso redor, bramando como leão (1 Pedro 5.8).

Josué aprendeu muito com Moisés, pois esteve ao lado dele por décadas e foi escolhido pelo próprio Deus para suceder àquele grande servo do Senhor. Josué recebeu promessas maravilhosas da boca do Altíssimo, mas, como acontece com todo aquele que nasce neste mundo, ele morreu. Entretanto, naqueles dias, Israel já tinha aprendido o suficiente para, por exemplo, não fazer como os pássaros que, quando ouvem um estrondo, voam sem rumo e caem nas redes. Ao contrário, os israelitas reuniram-se e oraram ao Todo-Poderoso, pedindo-Lhe direção.

Se fizéssemos assim em todos os momentos, antes de cada decisão, seríamos guiados e não tropeçaríamos. Veja, as tentações só derrubam aqueles que se acham fortes e agem como certo fariseu citado por Jesus em uma de Suas parábolas (Lucas 18.9-14), o qual se considerou melhor do que os demais homens. Já quem faz como o publicano, que foi justificado ao orar pedindo clemência, sabe que precisa da misericórdia divina e por ela suplica.

Não brinque com a tentação; você tem o poder de dizer não para ela. Quem precisa resistir ao diabo é você – e, se o fizer, ele fugirá (Tiago 4.7). No entanto, se “brincar com fogo”, consequentemente se queimará, assim como aconteceu com Davi, que podia ter dito não à tentação e deixado de observar Bate-Seba banhando-se, mas não o fez. Ora, você não é mais forte do que o amado rei; portanto, não se envolva com o pecado, afinal, dentro dele está o poder sedutor de Satanás para levar você ao “chiqueiro” do mal. Isso que o tenta não é o amor que deve existir entre cristãos, familiares ou amigos, mas o “melhor” que o inferno produziu para levá-lo aos seus imundos porões.

Agora, diante de Deus, diga não à tentação e decida não mais apreciar o pecado. Quem chegou ao limite, se der mais um passo, cairá no abismo. Resista ao diabo, e ele fugirá com todo o seu plano diabólico. Comece agora a pedir ao Altíssimo orientação em qualquer situação. Você é um privilegiado, pois o Reino do Senhor lhe foi destinado, mas não se esqueça de que Jesus é o Comandante!

Em Cristo, com amor,
 
R. R. Soares