18/04/2010 - GERADOS DE NOVO

"Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos” (1 Pedro 1.3).

Precisamos entender integralmente o significado da grande misericórdia, a qual foi fundamental para a obra da salvação, proporcionando-nos a recriação do nosso espírito. Ora, com o pecado de Adão, a nossa verdadeira pessoa foi separada de Deus, o que significa que morremos espiritualmente. A partir de então, jamais poderíamos ter contato com o Criador, pois o pecado nos desligou dEle e, por consequência, colocou-nos em uma posição em que o inimigo podia oprimir a nossa vida e usar-nos.

No entanto, a grande misericórdia do Senhor entrou em ação e fez a obra da recriação. Agora, ao aceitarmos Jesus como Senhor de nossa vida, não somos apenas perdoados, mas, sim, recriados, refeitos sem qualquer defeito. A obra é completa, e, a partir daí, podemos ter contato com o nosso Pai.

Penso que a obra da recriação em nada é inferior à da criação. Talvez, seja até maior, pois o nosso espírito imundo e repleto de pecado foi totalmente refeito, como se nunca tivéssemos errado – e tudo isso foi feito pelo Senhor para uma viva esperança. É bom buscar as revelações que as Escrituras têm sobre a nossa posição espiritual e, desse modo, não frustrar o nosso maravilhoso Deus e Pai, o qual tinha em mente que não mais fôssemos pobres pecadores perdoados, mas a Sua verdadeira imagem e semelhança nesta vida.

Meu irmão, não viva do passado! Se Cristo não tivesse ressuscitado, a nossa fé seria vã (1 Coríntios 15.14,17), improdutiva, mas, agora, ela já não é mais assim. Pela fé, podemos tudo (Filipenses 4.13), pois o nosso único limite é o que está escrito na Palavra do Senhor. Portanto, assumindo o que Deus lhe fez e tomando posse do que lhe pertence em Jesus, você estará alegrando o coração do Pai. Aquilo que você já conhece e o que ainda virá a conhecer se tornaram possíveis pela ressurreição de Cristo. Ao sair do túmulo, Ele deixou eternamente derrotadas as forças que nos faziam sofrer. Por isso, não devemos viver do passado, mas, sim, do nosso estado presente. Em Deus, somos mais que vencedores sobre todas as coisas (Romanos 8.37), e o que determinarmos em Seu Nome será feito.

O coração do Pai ficará bastante feliz com a sua realização. No Senhor, você está recriado para uma vida de pleno sucesso. Não deixe mais o inimigo escravizá-lo; antes, acabe já com essa tentação que deseja a sua derrota. Tome posse do que você precisa e dê o seu grito de vitória! Deus está olhando para o seu coração, pronto para fazer de você um vencedor. A partir de agora, seja a pessoa que o Senhor o fez ser na sua recriação em Jesus!

 Em Cristo, com amor,

 R. R. Soares