15/07/2010 - NÃO ABORREÇA O SERVO DE DEUS

“Ouvindo eu, pois, o seu clamor e essas palavras, muito me enfadei” (Neemias 5.6).

Devemos considerar-nos membros de uma mesma família, a família de Deus; afinal, Jesus disse que Sua mãe e Seus irmãos são os que fazem a vontade do Pai (Mateus 12.48-50). A Bíblia declara que somos membros do mesmo Corpo (Romanos 12.5); portanto, membros uns dos outros. Então, não é correto humilhar um igual a nós, pois, se o fizermos, a Cabeça desse Corpo, o próprio Cristo, poderá irar-Se conosco.

Neemias muito se enfureceu ao ouvir que os judeus de seu tempo estavam escravizando alguns de seus irmãos. Ora, Jesus não gosta de ver um passando o outro para trás, sendo desonesto com ele, desonrando o seu lar ou deixando de lhe dar o devido respeito. É bom respeitar todos, inclusive os que são membros do Corpo do Senhor, pois eles também são herdeiros da mesma herança que nós e têm acesso ao mesmo Espírito que nos foi concedido.

Todo aquele que trabalha na obra divina é servo do Senhor – e, sem dúvida, o justo Juiz não gostaria de ver um dos Seus sendo oprimido, achincalhado ou roubado. É bom não deixar o Senhor irado por algo que dê prejuízo de qualquer ordem a algum dos Seus pequeninos. Por outro lado, quem der a beber, ainda que seja um copo de água fria, a um dos pequeninos por ser discípulo Seu não perderá a sua recompensa (Mateus 10.42); antes, será premiado pelo próprio Deus no Dia do acerto de contas. Mas será que, nesse dia, o Todo-Poderoso Se esquecerá de algum agravo que um dos Seus tenha sofrido? 

Não há nada mais a temer quando temos o Altíssimo executando o nosso julgamento, pois Ele é perfeito e sabe de todas as coisas. Até as intenções do coração do homem não escapam à vista dEle. Portanto, o Senhor não Se deixará enganar pelas palavras mentirosas que alguém usar para tentar confundi-lO. Quando Ele puser Seus olhos – os quais são como chamas de fogo (Apocalipse 19.12) – sobre aquele que aborrece Seus servos, este confessará toda a transgressão que cometeu para denegrir a imagem de alguém e trapaceá-lo.

Deus Se alegra com a verdade no íntimo. Ele Se agrada, por exemplo, quando obedecemos à Sua Palavra e liberamos o perdão a quem nos traiu, magoou ou nos prejudicou, e recompensará os Seus de acordo com o que fizeram com Sua Palavra.

Meu irmão, a verdade é que precisamos resistir à tentação de possuir mais. O inimigo irá tentá-lo a agir com desonestidade, mentira e uma porção de coisas erradas, a fim de procurar afastá-lo da presença divina, mas não se deixe levar por tais práticas. Seja forte, firme e verdadeiro. Se você tiver errado com alguém, vá a essa pessoa e se acerte com ela; se alguém errou contra você, perdoe-lhe. Faça o Rei eterno alegre e feliz com você!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares