09/09/2011 - ASSIM DEUS O QUER

Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio duma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo.

Filipenses 2.14,15

    Sempre há razão em tudo o que o nosso Deus nos ensina. Como Pai, Ele quer o nosso bem-estar e nos leva a nos envergonharmos quando não cumprimos Sua vontade. Basta seguirmos a direção dEle, ainda que ela pareça imprópria, para que tenhamos sucesso. Os que desprezam as orientações divinas jamais serão bem-sucedidos no que fazem, pois, na verdade, sem Jesus, nada pode ser feito.
Segundo a Palavra do Senhor, não é bom fazer coisa alguma murmurando ou contendendo. No deserto, os filhos de Israel se deixaram levar por murmurações e contendas – o que desagradou sobremodo ao Altíssimo. Por causa desse procedimento, milhares deles morreram antes de chegarem à Terra Prometida. Hoje, Deus também não Se agrada dos que, ao fazerem a vontade divina, imitam os que, no passado, reclamavam.
A orientação descrita no livro de Filipenses é de suma importância e deve ser aceita de pronto. Os que não murmuram nem contendem com o Senhor tornam-se irrepreensíveis e sinceros. Por outro lado, a pessoa que se lamenta permite que o espírito da murmuração se apodere dela e, com isso, ela sofra muitas investidas do maligno. Se o diabo tiver algo do qual possa acusá-la, ele não deixará por menos e fará a acusação.
    Se seguirmos essa direção – bem como as outras orientações que Deus nos dá –, seremos sinceros e honestos; desse modo, agradaremos ao Pai celeste. Por isso, é de muita valia estar em pé diante do Altíssimo, cumprindo fielmente o que Ele manda fazer. Portanto, jamais deixe de atender ao que lhe é ministrado pelo Espírito do Senhor na Palavra.
Não há nada melhor do que ser considerado inculpável no meio de uma geração corrompida. É necessário que os filhos de Deus sejam assim, para que Ele possa usar os seus testemunhos a fim de conduzir outros para o Reino da Luz. Sem dúvida, quem colaborar com o Senhor alcançará uma grande recompensa no Dia do acerto final.
    A nossa geração está corrompida. Se não pregarmos o Evangelho com palavras e ações, milhões de pessoas irão para a perdição. A grande obra a ser feita em toda a Terra é levar os nossos semelhantes a entenderem que, em Cristo, há perdão e transformação completa para todos. O mais triste se dá quando vemos algumas pessoas fazendo o caminho inverso, andando em direção ao chiqueiro infernal, quando deveriam a cada dia caminhar rumo aos Céus.
Temos de resplandecer como astros de Deus. Não podemos esconder-nos, por causa das obras más dos perdidos. De fato, jamais uma luz deve ser acesa para ser posta sob a cama, mas em um lugar apropriado (Lc 8.16). Portanto, devemos levar o amor e a unção do Senhor aos que se encontram nas trevas, usando de autoridade para libertá-los das garras infernais.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares